Windows 11 não pode mais ser instalado em máquinas virtuais Oracle Virtualbox

Desde que a Microsoft começou a lançar versões de pré-lançamento do Windows 11 há alguns meses, vários usuários queriam testar o novo sistema operacional com segurança em máquinas virtuais, usando softwares como VMWare Workstation, Hyper-V, QUEMU, Parallels ou Oracle VirtualBox. Porém, mais uma má notícia dada pela empresa é que o novo Windows 11 não pode mais ser instalado em máquinas virtuais Oracle Virtualbox.

Também havia muitos usuários que estavam recorrendo a este sistema como uma forma de contornar os controversos (e variáveis) critérios da Microsoft sobre os requisitos de hardware do Windows 11, confiando que a virtualização permitiria que eles usassem este sistema operacional em máquinas que não permitiriam ser instalado .

E, de fato, até agora isso foi possível.  No entanto, os participantes do Insider descobriram que as compilações mais recentes dos canais Beta e Dev do Windows 11 não podiam mais ser instaladas em algumas máquinas virtuais ; especificamente naqueles criados com o popular VirtualBox.

O motivo, confirmado pelo próprio Brandon LeBlanc, um dos responsáveis ??pelo programa Insider da Microsoft, é que a partir de agora os requisitos do Windows 11 para rodar em máquinas virtuais foram equiparados aos do hardware real, e isso nos obriga ao software é capaz de virtualizar todos os elementos de hardware necessários, incluindo o famoso TPM .

Windows 11 não pode mais ser instalado em máquinas virtuais Oracle Virtualbox

De acordo com o blog corporativo do Windows após o lançamento da última atualização do Windows 11,

As máquinas virtuais criadas antes [desta mudança] que estão executando compilações do Insider Preview podem não ser atualizadas para as compilações mais recentes.

Na verdade, os usuários que tentaram até agora encontraram mensagens como a seguinte, alertando sobre o não cumprimento de algum dos requisitos:

Windows 11 não pode mais ser instalado em máquinas virtuais Oracle Virtualbox

Oracle promete uma solução, mas parcial e sem data

E o Oracle VirtualBox, ao contrário de seus concorrentes, não é capaz de virtualizar este elemento de hardware. Então, os usuários que usavam o Windows 11 graças a este programa até agora não poderão continuar atualizando suas máquinas virtuais até novo aviso.

Felizmente, a Oracle confirmou que já está trabalhando para resolver isso … metade: seus esforços não estão focados agora na virtualização do TPM, mas na criação de um driver que permite que a máquina virtual faça uso do TPM da máquina física (como já acontece, por exemplo, com unidades de armazenamento externas).

Isso significa que os usuários que optaram pelo VirtualBox por falta de TPM terão que recorrer a outra alternativa para continuar usando seu Windows 11 virtualizado. E, mesmo que eles tenham esse hardware, não está claro se a Oracle será capaz de lançar seu driver a tempo para o lançamento final do Windows 11.

Via Genbeta

FONTE: Blog SempreUpdate
Nossos sinceros agradecimentos aos autores da publicação!