Whatsapp é ferramenta de compras para 83% dos brasileiros

O WhatsApp é o aplicativo de comunicação usado por 99% das pessoas, e está se consolidando como ferramenta de compras para 83% dos consumidores do Brasil, conclui pesquisa da Accenture em parceria com o Facebook. O estudo demonstrou que mais de 30 categorias de produtos e serviços foram comprados utilizando o WhatsApp.

Além disso, 68% dos consumidores passaram a fazer compras pela internet. “O consumidor brasileiro se habituou a fazer compras online, particularmente usando o WhatsApp”, analisa Costanza Gallo, líder de Consultoria e Estratégia em Varejo da Accenture América Latina.

Os estabelecimentos comerciais locais ou de pequeno porte são os mais utilizados para compras, segundo 64% dos consumidores. Apenas nas três principais categorias indicadas na pesquisa – roupas, produtos de beleza e alimentos frescos / perecíveis -, o alcance dos pequenos negócios chega a 73%. “Para algumas lojas, o WhatsApp é um recurso para propaganda ou para pegar pedidos, enquanto outras concluem a venda e desenvolvem um acompanhamento pós-venda”, afirma Gallo.

A pesquisa também foi aplicada em outros países da América Latina. Na região, apenas o Chile se iguala ao Brasil, também com 83% dos consumidores utilizando o WhatsApp como ferramenta de compras. Em seguida vem Peru (77%), Colômbia (74%), Argentina (71%) e México (53%).

A conversa pelo aplicativo permite esclarecer dúvidas, negociar preços e condições de pagamento, consultar prazos de entrega e pedir recomendações para amigos e familiares. Para 56%, o contato com o vendedor ou a loja após a compra é a etapa mais importante.

Costanza diz que o uso do WhatsApp pelo consumidor brasileiro para compras remotas pode sinalizar uma tendência no país a pular o estágio de domínio dos sites. O consumidor vai direto para a fase conversacional do e-commerce. Esse fenômeno impulsionaria o varejo brasileiro ao chamado “leapfrogging”. Isso demonstraria um cenário em que o modelo brasileiro transita para o modelo asiático, também conversacional.

Em maio, o Whatsapp anunciou um serviço de transferência financeira entre pessoas físicas. (Com assessoria de imprensa)

 

FONTE: TeleSíntese
(Meus agradecimentos a este website que proporciona sempre novidades!)