Vivo cria programa de desenvolvimento de carreira para funcionários negros

 

A Vivo lançou um programa para o desenvolvimento de carreira de 100 colaboradores negros em parceria com o Instituto Modo Parités, que faz consultorias para empresas em inclusão e diversidade. O programa ocorrerá de forma virtual.

De acordo com a vice-presidente de Pessoas da Vivo, Niva Ribeiro, o programa tem como objetivo o aprimoramento de “soft skills” para que os participantes estejam “preparados para aproveitar as oportunidades aqui dentro da Vivo”. “Entendemos a importância do aumento da representatividade e do oferecimento de condições igualitárias de desenvolvimento”, disse.

O curso começará em abril e terá encontros mensais durante seis meses. Os participantes, alguns dos quais integram o grupo de Diversidade de afinidade de raça da companhia, serão divididos em duas turmas, cada uma com 50 alunos. Participarão colaboradores dos estados de São Paulo, Paraná, Minas Gerais, Distrito Federal, Rio de Janeiro e Espírito Santo. Na última edição do Programa Trainee Vivo, cerca de 43% das vagas foram preenchidas por pessoas negras.

A operadora também realizará lives neste mês a respeito do colorismo com seus funcionários e especialistas pelo Workplace by Facebook, uma rede social empresarial. Esses eventos fazem parte do Jornada Vivo Diversidade, que traz temas sociais para serem discutidos com gestores uma vez por mês.

Em suas redes sociais, a operadora irá tratar do racismo algoritmo. Esse tipo de violência acontece quando algoritmos discriminam imagens ou qualquer conteúdo digital de pessoas não-brancas. A empresa também irá explorar nas mídias a necessidade de ampliação da diversidade no ambiente corporativo e as consequências das informações enviesadas em bancos de dados nos processos de machine learning e inteligência artificial.  (Com assessoria de imprensa)

FONTE: TeleSíntese
(Excelente website de notícias! Recomendo!)