Usuários gastam o equivalente a R$ 215 bi na App Store no primeiro semestre de 2021

Um novo estudo revela que os consumidores da Apple gastaram US $ 41,5 bilhões (o equivalente a R$ 215 bi) na App Store no primeiro semestre de 2021, o que é quase o dobro do que foi gasto na Play Store do Google.

De acordo com dados adquiridos pela Finbold, os consumidores gastaram todo esse dinheiro em aplicativos da Apple App Store durante os primeiros seis meses de 2021. Já os consumidores da Play Store, gastaram US $ 23,4 bilhões (pouco mais de R$ 120 bi).

Os gastos da Apple App Store no primeiro semestre de 21 representam um crescimento de 22,05% em relação a um período semelhante em 2020. Somando os gastos nas duas plataformas, o crescimento foi de 24,8%, atingindo um total de US $ 64,9 bilhões (aprox. de R$ 336 bi).

usuarios-gastam-o-equivalente-a-r-215-bi-na-app-store-no-primeiro-semestre-de-2021Imagem: Reprodução | 9to5Mac

Gastos com aplicativos da App Store

O relatório mostra que, embora os gastos da App Store tenham permanecido significativos, o Google Play parece estar se recuperando ao registrar a maior taxa de crescimento (30%) entre o primeiro semestre de 2020 e o primeiro semestre de 2021.

Portanto, mesmo com a App Store indo muito melhor, “o Android floresceu enquanto a pandemia permanecia persistente em países com uma população densa de Android”. A pesquisa Finbold mostra que, para se manter no topo, a Apple está contra-atacando com o Small Business Program, que reduz a comissão da App Store de 30% para 15% para desenvolvedores que faturam menos de US $ 1 milhão por ano.

Embora o relatório mostre que os gastos com App Store e Google Play Store foram dominados principalmente pelo setor de jogos, no qual os consumidores gastam globalmente US $ 10,32 bilhões (aprox. R$ 53,51 bi) em jogos para celular no primeiro semestre de 2021, a pesquisa destaca que os três principais aplicativos para celular com maiores gastos no primeiro semestre de 2021 foram o TikTok, o YouTube e o Tinder.

usuarios-gastam-o-equivalente-a-r-215-bi-na-app-store-no-primeiro-semestre-de-2021Imagem: Reprodução | 9to5Mac

Apesar de os aplicativos serem gratuitos, publicidade e recursos premium, por exemplo, estão contabilizados nos gastos. “Notavelmente, alguns dos aplicativos de maior receita são de uso gratuito e dependem principalmente da publicidade como um importante fluxo de receita, como o TikTok. No entanto, outros aplicativos oferecem recursos premium para complementar os pacotes gratuitos. Aplicativos como o Tinder vêm com compras no aplicativo por meio de serviços de assinatura”.

A Findbold acredita que os gastos com a App Store e Google Play Store continuarão aumentando ano a ano à medida que os players do setor buscam oferecer a melhor experiência.

Via: 9to5Mac

FONTE: Blog SempreUpdate
Meu agradecimento pelas excelentes publicações!