União Europeia pode iniciar processo antitruste contra Apple

A União Europeia deve anunciar em breve o início do processo antitruste contra a Apple. Desde 2019, o bloco investiga a empresa da maçã. O motivo são as acusações do Spotify de que a Apple tem práticas anticompetitivas para favorecer seu próprio streaming de música, a Apple Music, em detrimento de outros. Dentre as reclamações do aplicativo, estão a constante mudança de regras e as grandes comissões da Apple Store.

Segundo fontes da Bloomberg, a Comissão Europeia está trabalhando em uma declaração de objeção. Esse documento inclui uma multa e, também, medidas que a empresa deve tomar para eliminar suas práticas anticompetitivas. Há contradições a respeito de quando a declaração irá sair. Duas fontes afirmaram que isso não aconteceria imediatamente, enquanto uma terceira disse que poderá sair ainda neste mês.

A investigação é a mais avançada das apurações da União Europeia que analisam o sistema de pagamento da Apple e o serviço de e-books. Além disso, ela reforça a tendência em todo o mundo de cobrar as big techs por práticas mais éticas e favoráveis ao surgimento de competição. 

Também hoje, o Reino Unido deu início a outra investigação contra Apple, dessa vez, em relação as práticas anticompetitivas de seu sistema de pagamento. A Autoridade de Competição e Mercados afirmou que irá focar a apuração em como a Apple força seus cliente a usar o sistema de pagamentos da empresa para compras no aplicativo. Ainda declarou que pesará a posição potencialmente dominante da companhia no fornecimento de aplicativos em seus dispositivos. Os Estados Unidos também estão analisando o assunto. (Com agências internacionais)

FONTE: TeleSíntese
Meu agradecimento pelas excelentes publicações!