Um Telecom vai disputar sozinha a faixa de 26 GHz no leilão do 5G

A Um Telecom confirma que se prepara para disputar sozinha a faixa de 26 GHz do leilão de 5G, previsto para o segundo semestre de 2022. Esse espectro pode ser utilizado principalmente para complementar a infraestrutura em fibra óptica. Além disso, a companhia estuda a composição de consórcio com outras 8 empresas para disputar a faixa de 3,5 GHz. 

Com operações de conectividade em todos os estados do Nordeste, além de São Paulo e Rio de Janeiro, a Um registrou um crescimento exponencial nos últimos anos, acelerado pela alta demanda por conectividade e outras soluções durante a pandemia de Covid-19. A empresa investiu na ampliação dos serviços, antecipando alguns lançamentos em decorrência do ‘novo normal’ caracterizado por home office, aulas remotas, reuniões corporativas por vídeo chamada e ampliação do e-commerce. 

O aumento urgente no volume de tráfego trouxe a necessidade de expansão da rede, na qual a Um Telecom investiu R$15 milhões em 2020, além de R$1 milhão em novos produtos. Para este ano, o investimento deve chegar ao montante de R$25 milhões, de acordo com Rui Gomes, CEO da operadora.

A companhia está presente com sua rede de fibra óptica de mais de 16 mil quilômetros em mais de 200 municípios, atendidos por 180 Pontos de Presença (POP), com serviços de conectividade, segurança da informação, cloud services e vídeo cloud, democratizando o acesso à internet em toda a região nordeste, principalmente. 

Como a implantação do 5G aumentará ainda mais a demanda por conectividade e serviços, será uma grande oportunidade para os provedores regionais se firmarem nas suas áreas de atendimento. No Brasil são quase 14 mil Prestadoras de Pequeno Porte (PPPs) responsáveis por levar fibra óptica a 2.900 município. 

Atualmente, as PPPs são responsáveis por 40% do mercado de banda larga fixa no país. Destes, 65% são de fibra óptica, o que gera um faturamento estimado em mais de R$ 13 bilhões por ano, de acordo com dados de 2019.(Com assessoria de imprensa) 

FONTE: TeleSíntese
Agradecimentos aos autores originais desta publicação! Até a próxima!