Um desejo transformado em tecnologia

Edson José Rennó Ribeiro

Ativa Soluções

Destaque Tecnologia Nacional

Por José Norberto Flesch

[O Tele.Síntese publica ao longo das semanas as reportagens publicadas no Anuário Tele.Síntese de Inovação 2020, editado no final do ano passado e que pode ser baixado na íntegra e gratuitamente aqui]

Há 16 anos, os irmãos Edson José e Lucas Rennó Ribeiro, então estudantes de Engenharia no Inatel (Instituto Nacional de Telecomunicações), em Santa Rita do Sapucaí (MG) decidiram fundar a empresa Ativa Soluções. Hoje, a consolidação da companhia no mercado rendeu um aporte financeiro do maior fundo nacional, a gestora KPTL, por meio do Fundo Criatec 3 (criado pelo BNDES), em conjunto com o Wayra, hub de inovação aberta da Vivo no Brasil e da Telefónica no mundo.

“Quando eu comecei a fazer faculdade, no ano 2000, estávamos vivendo o boom das telecomunicações, com as privatizações e contratações em abundância. E esse era um grande atrativo, pois todo mundo quer se graduar em um mercado que tenha demanda de mão-de-obra. Eu tinha um motivador a mais, pois meu pai também é formado no Inatel, além de tios e sogro. Minha ligação com o Instituto é umbilical, o que me fez conviver com o mundo das telecomunicações desde pequeno. E a ideia da Ativa surgiu justamente por tudo isso, as aulas de empreendedorismo do Prof. Mário Augusto de Souza Nunes foram referência, assim como tantos outros professores, o que nos estimulou a empreender”, conta Edson José Rennó Ribeiro, presidente da Ativa. O sócio Lucas é diretor de Aplicações Governamentais.

Com atuação em todo território nacional, América Latina e América do Norte, e com megacorporações  multinacionais como clientes principais, a empresa desenvolve, atualmente, soluções voltadas para saneamento, energia elétrica, óleo e gás, telecom e agronegócio com o que há de mais moderno em tecnologia para monitoramento remoto.

“Faço questão sempre de frisar é que entre abrir cada porta para acessar um novo cliente, sempre houve um ex-aluno do Inatel para fazer sse elo. Essa equipe que hoje está na empresa, e que vem trabalhando ao longo desses 16 anos,
grande parte é formada ou pós-graduada pelo Inatel. Isso mostra que a força do time vem de pessoas que por ali passaram. É um benefício dessa comunidade, dessa família Inatel, que extrapola o relacionamento profissional e abre portas. É minha obrigação reconhecer e agradecer essas pessoas que nos deram a mão, como em nossos primeiros lotes, quando nossos colegas de classe nos ajudavam a montar os produtos, após as aulas. São momentos marcantes que sempre vou me lembrar”, ressalta Edson.

O portfólio da Ativa é voltado a segmentos fundamentais para a economia brasileira, como agrobusiness,  telecomunicações e energia. Tudo isso a tornou atraente para o fundo KPTL, que conta com uma ampla carteira de investimentos na área de IoT; e Wayra, que também investe em setores-chave para o desenvolvimento nacional.

O aporte dos dois fundos de investimento deve facilitar a criação de produtos derivados da Solução em IoT para Saneamento Controlador VRP – Válvula Redutora de Pressão, produto que levou o 1º lugar na categoria Fornecedores de Soluções IoT, nesta edição do Anuário Tele.Síntese.

“Serão produtos mais simples no sentido de proporcionar um maior sensoriamento. Essa solução tem uma  inteligência local de maneira que, quanto mais sensoriamento você tiver, que são sensores espalhados por uma cidade, ela consegue ter com maior precisão o perfil daquela distribuição de água, e automaticamente também inteligência para, quando tiver uma determinada situação, saber se é de fato um vazamento ou uma situação atípica de consumo. É uma Inteligência Artificial embarcada nos nossos produtos.”

FONTE: TeleSíntese
Mais uma vez, agradecemos aos autores originais desta publicação.