TIM, Inatel e Telecom Infra Project inauguram campo de testes em MG

 

A TIM Brasil, o Inatel (Instituto Nacional de Telecomunicações) e o TIP (Telecom Infra Project) inauguraram hoje, 9, um ambiente para testes em redes privadas dentro do campus do Inatel, em Santa Rita do Sapucaí (MG). O espaço permitirá que provedores de software e membros dos grupos de trabalho no TIP testem e avaliem as soluções em condições semelhantes à de uma rede comercial.

A criação do campo foi anunciada no começo do ano, e agora é concretizada. A proposta é formar profissionais para o mercado de telecomunicações, tornando o Instituto um centro de referência também para projetos em redes abertas.

A TIM afirma que busca, com a iniciativa, encontrar soluções para a otimização de custos em conectividade, além de incentivar o ecossistema de parceiros e a cadeia de fornecedores. “Com o programa Open Field, acreditamos que podemos ter melhor visibilidade sobre o que o ecossistema aberto pode oferecer. Queremos que o ecossistema amadureça, incentivando a concorrência e estabelecendo ambientes e iniciativas de desenvolvimento”, diz o CTO da operadora, Leonardo Capdeville.

Na última semana, o CEO da operadora, Pietro Labriola, defendeu que o Brasil aposte na OpenRAN a fim de reduzir o atraso no desenvolvimento da 5G. A seu ver, o padrão aberto permitirá inovações ainda desconhecidas, em o país poderá desenvolver tecnologias para exportação no segmento.

O TIP, que integra a ação, tem entre os fundadores o Facebook. Surgiu com o objetivo de encontrar tecnologias de baixo custo para infraestrutura de rede. O padrão OpenRAN, embora mais recente, está em linha com esse objetivo. E o campus em Minas Gerais, traz essa realidade para o Brasil, avalia Giovani Prado Siqueira, diretor do TIP para a América Latina.

“Esta iniciativa cria um ambiente frutífero onde novas parcerias podem ser feitas, o time to market pode ser acelerado. Espera-se que fabricantes de software, hardware, operadores, Academia e toda a comunidade TIP se beneficiem”, opina.

O Diretor do Inatel, Carlos Nazareth Motta Marins, concorda. “O programa Open Field cria oportunidades para nosso ambiente acadêmico ter contato com as tecnologias discutidas na atualidade e se preparar para o mercado”.

FONTE: TeleSíntese
(Meus agradecimentos a este website que proporciona sempre novidades!)