Telefonia fixa perde 0,7% da base de clientes em um mês

telefonia fixa. Crédito: Freepik
Crédito: Freepik

O segmento de telefonia fixa perdeu ainda mais clientes entre agosto e setembro de 2021. O número de acessos durante o período caiu 0,7%, chegando a 29,4 milhões em setembro. A maioria dos players do mercado também teve redução dos acessos.

A Oi, que conta com o maior market share da telefonia fixa, registrou 0,94% acessos a menos entre agosto e setembro. O maior prejuízo ficou para a Sercomtel, que teve queda de 2,31%. A TIM também apresentou desemprenho negativo de 1,28%. No entanto, alguns pequenos provedores conseguiram crescer, como Universo (2,4%), Sumicity (1,57%) e America Net (0,82%).

Empresa Acessos set de 2021 Acessos ago de 2021 Variação
OI 8.914.289 8.998.992 -0,94%
CLARO 8.785.428 8.822.742 -0,42%
VIVO 7.766.066 7.874.204 -1,37%
ALGAR 1.288.858 1.290.411 -0,12%
TIM 799.084 809.481 -1,28%
UNIVERSO SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES 298.007 291.022 2,40%
AMERICA NET 293.434 291.048 0,82%
SUMICITY 273.793 269.550 1,57%
SERCOMTEL/COPEL/HORIZONS 194.850 199.461 -2,31%
TVN NACIONAL TELECOM 143.754 143.754 0,00%

As grandes operadoras continuam a apresentar queda nos acessos em um mês, descendo de 26,5 milhões de acessos para 25,3 milhões. Enquanto isso, os pequenos provedores conseguiram uma pequena expansão, com 3,151 milhões de clientes em setembro, contra 3,125 milhões no mês anterior.

A perda de pessoas físicas na base de clientes foi responsável por grande parte da queda de acessos no telefonia fixa. Em um mês, cerca de 200 mil pessoas físicas retiraram suas assinaturas, chegando a 17,4 milhões. Na parte dos negócios, a redução foi menor, cerca de, 14 mil. Com isso, o segmento soma 12 milhões de acessos de pessoas jurídicas em setembro.

Market share das tecnologias

Quase todas as tecnologias empregadas na telefonia fixa sofreram quedas. A fibra foi a única que ampliou sua base de clientes, que em agosto tinha 9,4 milhões de acessos e, em setembro, 9,59 milhões. Detendo a maior presença de mercado, o cabo metálico acumulou 13,5 milhões de acessos no nono mês de 2021 e 13,8 milhões em agosto. Ainda assim, a tecnologia permanece com 46% do market share. Já o cabo coaxial tem 17% de market share e o rádio, 7%.

A maior parte das outorgas está sob o manto da concessão, 50,3%, e o restante 49,7% em autorização.

FONTE: TeleSíntese
Mais uma vez, agradecemos aos autores originais desta publicação.