Telefônica vai pagar R$ 15,3 bi à Fibrasil ao longo de 10 anos

Valor repassado seria de R$ 3,5 bilhões, com recursos do Fust

O acordo entre a Telefônica Brasil para ter acesso prioritário às novas redes de fibra óptica da Fibrasil prevê o pagamento total estimado de R$ 15,35 bilhões. O dado consta de um comunicado sobre transações entre partes relacionadas enviado à CVM no começo da semana.

O contrato prevê preferência por seis meses à Telefônica Vivo para usar a a rede óptica, por dez anos por cidade, renovável por mais cinco anos.

Além disso, a Telefônica receberá da Fibrasil R$ 340 milhões na fase de transição dos negócios – uma vez que a Fibrasil está sendo criada a partir de ativos que eram 100% da operadora. “A Companhia deve exercer toda a
supervisão, direção, orientação técnica e administrativa, bem como comprometer os recursos humanos, sistemas e
materiais necessários para o efeito, sendo considerada única e exclusivamente responsável pelo seu respectivo pessoal para todos os fins nos serviços de O&M de redes, TI, logística e site hunting”, diz o material.

A Telefônica também receberá R$ 69,5 milhões pela prestação de serviços de engenharia por 36 meses para definição em conjunto do projeto de construção da rede de fibra. O contrato prevê que a Fibrasil pagará também R$ 207,8 milhões à operadora para utilizar pontos de fixação das 18 distribuidoras de energia com as quais a Vivo tem acordo, ao longo dos próximo 4 anos.

A Fibrasil é uma joint venture do grupo Telefónica com o fundo de investimentos canadense CDPQ. O fundo possui 50% do capital, enquanto a Telefônica Brasil tem 25% e a Telefónica Infra, unidade do grupo espanhol dedicado a infraestrutura, outros 25%.

FONTE: TeleSíntese
Por mais esta excelente publicação, agradecemos.