Telefônica pagará R$ 270 mi em juros sobre capital próprio

A Telefônica decidiu pagar R$ 270 milhões em juros sobre capital próprio (JSCP). O conselho de administração da companhia deliberou o crédito em reunião realizada nesta sexta-feira, 14, com base no balanço patrimonial de 31 de janeiro deste ano. Com a retenção de 15% do imposto de renta na fonte, o montante líquido do JSCP é de R$ 229,5 milhões. 

Conforme informou ao mercado, o valor líquido por cada ação ordinária será de R$ 0,12745554999. Já o das ações preferenciais, já considerando o aumento de 10% conforme o Estatuto Social da companhia, é de R$ 0,14020110499. Para quem é isento ou imune, os valores são, respectivamente, de R$ 0,14994770587 e de R$ 0,16494247646.

O crédito será feito de forma individualizada a cada acionista e tomará como base a posição acionária ao final do dia 28 de fevereiro. Após essa data, serão considerados “ex-juros”. O pagamento desse provento será realizado até o final do exercício social de 2021, com data ainda a ser definida pela diretoria. A prova da condição de imune ou isento do imposto de renda deverá ser feita até o dia 4 de março. 

A Telefônica diz que os valores por ações de JSCP poderão sofrer ajustes até o dia 28 de fevereiro. A razão são “eventuais aquisições de ações dentro do Programa de Recompra de Ações da Companhia para permanência em tesouraria, para posterior alienação e/ou cancelamento”. 

]]>

A Telefônica decidiu pagar R$ 270 milhões em juros sobre capital próprio (JSCP). O conselho de administração da companhia deliberou o crédito em reunião realizada nesta sexta-feira, 14, com base no balanço patrimonial de 31 de janeiro deste ano. Com a retenção de 15% do imposto de renta na fonte, o montante líquido do JSCP é de R$ 229,5 milhões. 

Conforme informou ao mercado, o valor líquido por cada ação ordinária será de R$ 0,12745554999. Já o das ações preferenciais, já considerando o aumento de 10% conforme o Estatuto Social da companhia, é de R$ 0,14020110499. Para quem é isento ou imune, os valores são, respectivamente, de R$ 0,14994770587 e de R$ 0,16494247646.

O crédito será feito de forma individualizada a cada acionista e tomará como base a posição acionária ao final do dia 28 de fevereiro. Após essa data, serão considerados “ex-juros”. O pagamento desse provento será realizado até o final do exercício social de 2021, com data ainda a ser definida pela diretoria. A prova da condição de imune ou isento do imposto de renda deverá ser feita até o dia 4 de março. 

A Telefônica diz que os valores por ações de JSCP poderão sofrer ajustes até o dia 28 de fevereiro. A razão são “eventuais aquisições de ações dentro do Programa de Recompra de Ações da Companhia para permanência em tesouraria, para posterior alienação e/ou cancelamento”. 

]]>
https://teletime.com.br/14/02/2020/telefonica-pagara-r-270-mi-em-juros-sobre-capital-proprio/feed/ 0

FONTE: TELETIME NEWS
Aproveito a oportunidade para renovar meus protestos de respeito e consideração aos autores da publicação original.