Telefônica inicia programa de recompra de ações

A Telefônica Brasil informou nesta quarta-feira, 29, que iniciará um programa de recompra de ações. A iniciativa foi aprovada ontem pelo conselho de administração da companhia e prevê recompra de ações para “cancelamento, alienação ou manutenção em tesouraria”, sem redução do capital social.

O objetivo é valorizar as ações em circulação no mercado “pela aplicação eficiente dos recursos disponíveis em caixa, otimizando a alocação de capital da Companhia”. Serão gastos até R$ 1,65 bilhão na recompra.

O programa passou a valer ontem mesmo, 28, e terá vigor até 27 de janeiro de 2022. A recompra será feita através da bolsa de valores brasileira, a B3, a preços de mercado. No máximo, serão adquiridas ao longo dos próximos dois anos 583.558 ações ordinárias (VIVT3) e 37.736.954 de ações preferenciais (VIVT4). Atualmente, circulam no mercado 31.610.941 de ações ordinárias e 415.117.308 de ações preferenciais.

As instituições financeiras que faram a recompra para a operadora são Bradesco Corretoa, BTG Pactual, Itaú e Santander.

FONTE: TeleSíntese
Nossos sinceros agradecimentos aos autores da publicação!