Tele.Síntese volta no dia 6 de janeiro. Boas Festas!

Crédito: Freepik
Crédito: Freepik

A equipe do Tele.Síntese vai descansar e volta no dia 6 de janeiro. Centenas de notícias sobre o setor de tecnologia digital, telecomunicações e internet estiveram nas páginas do portal ao longo de 2021. Acompanhamos as movimentações das operadoras nacionais e estrangeiras na oferta de novos serviços; nas parcerias e aquisições. Apresentamos dezenas de novas tecnologias. Produzimos inúmeros artigos  com reflexões sobre novas regras para o setor e seus impactos sobre os negócios e a sociedade brasileira.  Abordamos de maneira didática os direitos das pessoas na proteção de seus dados pessoais, os riscos das fake news e como a sociedade pode se proteger.

Participaram de mais de 30 Lives e eventos que realizamos ao longo do ano dezenas de executivos, acadêmicos, líderes do governo e das agências reguladoras.

O susto de 2020 e de toda a crise social e econômica trazida pela pandemia foi assimilado este ano com o apoio das vacinas, da ciência e das pesquisas constantes. E a transformação digital da sociedade avançou. As conferências virtuais tornaram-se tão comuns como o teclar ao celular. O uso intensivo do ensino a distância, gerado ainda pelo isolamento, demonstrou que falta muito para  o acesso  igualitário entre os alunos das escolas públicas e os das escolas privadas, reportado nas páginas do Tele.Síntese.

Ao mesmo tempo, começou-se a popularizar as NFTs e o metaverso passou a ser uma nova promessa. O leilão do 5G, com o ingresso de uma tecnologia sem legado, como é conhecido o 5G SA estabelecido pela Anatel, culminou com a venda de grandes lotes de frequências para os grandes operadores e investidores nacionais, mas também com o surgimento de novas empresas nacionais que se fortaleceram no movimento dos ISPs. E toda essa história foi registrada por nós.

Na seara das operações regionais, foram reportadas muitas fusões e aquisições entre operadores, fundos de infraestrutura, e ofertas públicas e ações, além de novos modelos de capitalização.

Também tornaram-se notícias em nossas mãos temas ainda não resolvidos: a venda da Oi celular; a continuidade ou término da concessão de telefonia fixa; a ocupação dos postes. Alguns temas que também eram recorrentes e sem solução, conforme  informamos, foram resolvidos. Entre eles, legislações municipais pró-antenas mais amigáveis; e redução da tributação sobre os serviços de telecom.

Esperamos que no próximo ano possamos continuar a trazer muitas informações que ajudem o setor a ampliar suas ofertas de soluções, galgar bons negócios e fazer a sociedade brasileira avançar de maneira mais igualitária no acesso às tecnologias digitais.

Desejamos Feliz Natal. E 2022 repleto de muitos dizeres.

Voltaremos em 6 de janeiro.

FONTE: TeleSíntese
Aproveito a oportunidade para renovar meus protestos de respeito e consideração aos autores da publicação original.