Sobram empregos para quem trabalha com código aberto, mostra relatório da Linux Foundation

Um relatório recente da Linux Foundation mostra que sobram vagas de emprego para quem trabalha com código aberto. O estudo foi realizado em conjunto com a famosa plataforma de educação online edX. Esta é a edição 2021 de seu relatório anual sobre empregos de código aberto. Ao que tudo indica, as empresas estão cada vez mais desesperadas para contratar especialistas na área. Mas será mesmo que estão sobrando empregos para quem trabalha com o código aberto? Vamos conferir.

Não importa se você é um desenvolvedor, administrador de sistema, trabalhando com DevOps ou Cloud Native, se você tem habilidades de código aberto, é provável que haja um trabalho bem pago esperando por você lá fora.

Há mais demanda para Kubernetes do que para Linux.

As tecnologias mais importantes para quem contrata especialistas em código aberto.

Para seu relatório, a Linux Foundation entrevistou 200 gerentes técnicos de contratação e 750 profissionais de código aberto. Para 97% dos empregadores, a contratação de talentos de código aberto é uma prioridade, enquanto mais de 50% disseram que aumentarão as contratações este ano .

A principal prioridade é no desenvolvimento de aplicativos nativos em nuvem e nas habilidades operacionais. Cloud Native ou ‘a nuvem nativa’ encabeça a lista de habilidades necessárias com mais de 46% dos empregadores procurando pessoas com conhecimento de Kubernetes.

A demanda é tão alta que, pela primeira vez na história da pesquisa, as habilidades de tecnologia de nuvem e contêiner são muito mais procuradas do que Linux: 41% contra 32%. Isso não quer dizer que Linux não seja mais uma habilidade muito exigida. Afinal, sem Linux praticamente não há nuvem.

Sobram empregos para quem trabalha com código aberto, mostra relatório da Linux Foundation

Nos EUA, pelo menos , o salário médio anual de um especialista em Kubernetes aumentou para quase US $ 150.000 por ano. Isso provavelmente tem a ver com outra informação do relatório, que é que no último ano, 3 em cada 5 profissionais aumentaram o uso da nuvem.

Outro fato importante a se ter em mente é que a grande maioria dos empregadores dá prioridade aos profissionais que possuem certificações e são mais propensos a contratá-lo se você as tiver. Ao mesmo tempo, eles estão aumentando o tempo de treinamento que oferecem aos funcionários e também estão dispostos a pagar talentos por essas certificações.

Finalmente, pouco menos da metade dos responsáveis pela contratação dizem que desejam talentos que tenham contribuído para um projeto de código aberto. Então, está mais do que na hora de se preparar para um mercado de trabalho cada vez mais aquecido.

Via Genbeta

FONTE: Blog SempreUpdate
Nossos sinceros agradecimentos aos autores da publicação!