Sercomtel, Nokia e Embrapa testam 5G em 3,5 GHz no Paraná

A concessionária paranaense e operadora móvel Sercomtel também vai participa da série de pilotos com 5G promovidos por todo o Brasil junto com Ministério das Comunicações. A empresa instalou uma antena 5G Standalone em 3,5 GHz na unidade Embrapa-Soja, em Londrina (PR). Os equipamentos serão da Nokia. A ativação aconteceu hoje, 12.

A Embrapa-Soja acionou sua rede de parceiros vinculados ao ecossistema de inovação da cidade (Agrovalley) e startups que participam do programa “Soja Open Innovation”, com projetos em co-desenvolvimento de soluções de inovação.

A fabricante de redes Nokia, provedora de tecnologia para a operação do 5G, e a Sercomtel, operadora dos serviços de telecomunicações, vão dar sustentação às demonstrações de conectividade.

Entre as demonstrações estão aplicações de inteligência artificial em tratores pulverizadores autônomos, drones de captação de imagem e monitoramento remoto de segurança patrimonial.

Os testes para o agronegócio serão realizados em colaboração com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Instalações e testes de antenas com 5G já foram conduzidas em Rondonópolis (MT) e em Sorocaba (SP).

A Sercomtel pertencente ao Grupo Bordeaux. O presidente da concessionária, Márcio Tiago, afirma que a operadora começou a direcionar seus serviços para atender o agronegócio. “Sabemos da importância desta tecnologia e suas implicações para o desenvolvimento da indústria nacional, principalmente para o agronegócio. A Sercomtel se posiciona para ter uma rede de vanguarda, pronta para atender à demanda local e o agronegócio com a melhor tecnologia”, disse.

Nelson Tanure, investidor do Fundo Bordeaux e atual proprietário da Sercomtel, confirma a aposta no desenvolvimento de produtos e serviços muito além da concessão. “De certa forma, esse projeto traduz o que iremos desenvolver com a Sercomtel: uma empresa absolutamente inovadora, que traspassa as fronteiras de Telecom e se estabelecerá como uma referência em tecnologia”, afirmou.

O destaque entre os casos apresentados será o monitoramento em tempo real — denominado “Gado Digital” — no qual óculos de realidade mista, conectados à rede 5G, tornam possível a assistência veterinária remota. Além dessa demonstração, a experiência de um dia de campo trará um circuito por estações técnicas, onde participantes poderão conhecer e interagir com startups e suas soluções em desenvolvimento. (Com assessoria de imprensa)

FONTE: TeleSíntese
(Meus agradecimentos a este website que proporciona sempre novidades!)