Radioamadorismo na LUA: japoneses enviam pequena espaçonave que transmitirá sinais em 70cm


Por Alisson, PR7GA




O pequeno satélite japonês OMOTENASHI, o menor módulo de pouso lunar do mundo, será lançado em breve numa missão até a Lua carregando transmissores para a faixa amadora de 70cm. Radioamadores do mundo todo poderão ajudar os cientistas a captarem seus sinais e assim cumprir sua ambiciosa missão.

OMOTENASHI, palavra que significa “hospitalidade” em japonês e que foi utilizada como slogan informal para as Olimpíadas de 2021 em Tóquio, é um CubeSat de 6 unidades que está programado para lançamento pela NASA em fevereiro de 2022. Sua missão deverá durar entre 4 e 5 dias. Foi desenvolvido pela Agência de Exploração Aeroespacial do Japão (JAXA).
Segundo Wataru Torii, do Clube de Radioamadores ligado à Agência japonesa, os radioamadores podem desempenhar um papel crucial na coleta de dados da espaçonave.
A espaçonave é composta de dois componentes separáveis, ambos com sistemas de comunicação independentes: um módulo orbital e uma sonda de superfície. O módulo orbital levará a sonda de superfície à lua. Ele irá transmitir um sinal piloto ou dados de telemetria digital em 437,310 MHz. Já a sonda de superfície da nave irá transmitir telemetria digital dos dados de aceleração em três eixos em 437,410 MHz. A potência de ambos os transmissores é de 1 Watt, o suficiente para ser captado com um yagi de alto ganho na Terra.
O pequeno módulo lunar da missão

Segundo Torii, JQ1ZVI, se os pesquisadores conseguirem receber o sinal UHF da sonda de superfície, eles poderão coletar os dados de aceleração durante o impacto na lua e assim saber se a sequência de pouso foi bem sucedida. Para isto, eles dispõem de uma estação de uplink e downlink em Wakayama, no Japão, normalmente usada como estação EME (reflexão lunar). No entanto, quando a lua e o satélite não estiverem visíveis do Japão, aí é que entram os radioamadores ao redor do mundo, que poderão captar esses dados.
Um resumo da missão OMOTENASHI

O sinal piloto do módulo orbital irá transmitir em 437,310 MHz usando o modo PSK31. Já o beacon da sonda de superfície transmitirá em 431,410 MHz usando FM, PSK31 e PCM-PSK. Mais detalhes sobre os sistemas de comunicação podem ser obtidos nesta página.



Sobre o OMOTENASHI


Preparação do pequeno satélite antes do lançamento

OMOTENASHI foi desenvolvido pela Agência de Exploração Aeroespacial do Japão (JAXA). É um cubesat de seis unidades (6U) que fará parte da missão Artemis I que estudará a Lua. Será a única que fará uma aterrissagem controlada na superfície lunar. Seu objetivo principal é testar as tecnologias processos necessários para que um pequeno módulo de pouso possa pousar na Lua, ao mesmo tempo em que mantém seus sistemas – incluindo energia, comunicação e sistemas de propulsão – intactos. Testar esses sistemas numa missão lunar pode ajudar no desenvolvimento de pequenas sondas que podem ser usadas para explorar outros planetas. O pequeno satélite também medirá o nível de radiação além da órbita baixa da Terra visando mais segurança para a exploração humana. Se tiver sucesso, OMOTENASHI será a menor espaçonave a pousar na superfície lunar e tornará o Japão a quarta nação a pousar com sucesso na lua. Para muitos detalhes técnicos a respeito das particularidades e desafios que o pequeno satélite irá enfrentar até cumprir sua missão, consulte esta página e esta apresentação.



Fontes:

Receba em primeira mão as notícias publicadas no QTC da ECRA!

Se você usa Whatsapp, acesse ZAP.ECRA.CLUB
Se você usa Telegram, acesse TELEGRAM.ECRA.CLUB
Ou siga o QTC da ECRA no Twitter: TWITTER.COM/QTCECRA

FONTE: Blog QTC da ECRA
(Meus agradecimentos a este website que proporciona sempre novidades!)