Qualcomm, Valve e AMD se unem para Wi-Fi Dual Station

O Wi-Fi Dual Station promete chegar arrasando e acando com problemas de latência para jogos que só são resolvidos em uma conexão com fio. Será mesmo que há essa capacidade do novo recurso? Embora a performance ainda tenha uma grande diferença, a evolução é promissora e poderemos ter novidades agráveis em breve neste sentido. A Qualcomm, juntamente com Acer, AMD, Lenovo, Microsoft, Snapdragon Compute Platforms e Valve, se uniram para habilitar essa nova tecnologia que usa várias bandas Wi-FI e antenas simultaneamente. 

Como eles disseram no comunicado à imprensa: “Ao utilizar simultaneamente a banda de 2,4 GHz e 5 GHz (ou 6 GHz quando disponível), os problemas de latência em uma banda podem ser facilmente resolvidos no nível do sistema de forma rápida e transparente para o usuário final”.

Já é compatível com Steam da Valve com seu Steamworks SDK, mas atualmente está limitado ao Windows 11. Quanto ao suporte para Linux? Isso ainda está para ser visto. Provavelmente não demorará muito para que alguém trabalhe nisso.

Qualcomm, Valve e AMD se unem para Wi-Fi Dual Station

Espera-se que a Valve em algum momento venha a lançar um fone de ouvido de realidade virtual sem fio e tem havido patentes e vazamentos que dão boas evidências de apoio a isso (que cobrimos em artigos anteriores). Um conjunto autônomo sem dúvida executaria o Linux também, então isso provavelmente é parte do plano da Valve.

Estamos vendo reduções consideráveis no jitter e na perda de pacotes com a Wi-Fi Dual Station habilitada, especialmente quando o AP está muito carregado”, disse Fletcher Dunn da Valve. “Isso é importante para qualquer título online e especialmente benéfico para títulos online competitivos, como CS: GO e Dota 2. Jogos usando o SDK do Steamworks para rede terão esses mesmos benefícios sem nenhum tempo de desenvolvimento adicional.

Pelo que o desenvolvedor da Valve, Fletcher Dunn, mencionou no Twitter em um pequeno tópico, algum trabalho sobre isso será adicionado ao GameNetworkingSockets de código aberto.

Driver NVIDIA Vulkan Beta 470.62.05 lançado para Linux

Qualcomm, Valve e AMD se unem para Wi-Fi Dual Station

A NVIDIA publicou a mais nova atualização de driver beta Vulkan para Windows e Linux com algumas novas extensões de suporte e aprimoramentos de vídeo Vulkan. Assim, mais melhorias e novas extensões chegaram ao driver NVIDIA Vulkan Beta com a versão 470.62.05 já lançada, inclusive para o Linux.

Driver NVIDIA Vulkan Beta 470.62.05 lançado para Linux. Aqui estão as novidades:

Novo:VK_KHR_format_feature_flags2VK_KHR_maintenance4Atualizações de vídeo Vulkan:Atualize a implementação de VK_KHR_video_queue para oferecer suporte adequado a consultas de vídeo VK_QUERY_TYPE_RESULT_STATUS_ONLYMelhore o suporte para gravação de buffer de comando paralelo fora de ordem VK_KHR_video_decode_queue para as operações de decodificação de vídeoCorreções:Problema corrigido com vkCmdBindDescriptorSets e descritores UBO/SSBO dinâmicos não referenciadosProblema corrigido com o qualificador FragCoord e CentroidCorrigido um problema em que ligações de descritores não referenciadas às vezes não eram ignoradas adequadamenteCorrigido um bug em que VK_NVX_binary_import era anunciado como compatível com plataformas não suportadas, o que fazia com que as chamadas para vkCreateDevice falhassem se os aplicativos tentassem habilitar VK_NVX_binary_import nessas plataformas

Lembrete: este driver beta Vulkan especial é onde todas as coisas novas e brilhantes entram antes de chegar à versão estável para todos. Na verdade, ele é voltado principalmente para desenvolvedores e entusiastas sérios. A menos que você precise do conteúdo deles, geralmente é melhor usar os drivers estáveis.

As mais novas versões estáveis do driver NVIDIA principal para Linux estão no link NVIDIA 470.74 lançado em 20 de setembro de 2021 de sua série “Production Branch” ou 465.31 lançado em 29 de abril de 2020 de sua série “New Feature”. São muitos números para lembrar, mas as séries Produção e Novos recursos são adequadas para uso normal.

FONTE: Blog SempreUpdate
Aproveito a oportunidade para renovar meus protestos de respeito e consideração aos autores da publicação original.