Qualcomm, América Móvil e Ericsson alcançam 600Mbps em chamada de dados de alcance estendido

Qualcomm Technologies, América Móvil e Ericsson concluíram com sucesso a primeira chamada de dados de alcance estendido 5G NR em ondas milimétricas (mmWave) de rede ativa da América Móvil. Em 24 de setembro de 2020, no bairro de Torrimar, em San Juan, Porto Rico, a chamada de dados de alcance estendido atingiu uma velocidade de downlink de 660 Mbps a uma distância de 2,8 km. O experimento ocorreu em ambiente operacional de rede LTE.

A Ericsson e a Qualcomm já haviam realizado o primeiro teste de chamada de dados em longa distância em Janesville, Wisconsin (EUA) em setembro deste ano. Na ocasião, a velocidade alcançada foi de 100 Mbps a uma distância de mais de 5 km.

As empresas conseguiram obter a velocidade aplicando software de longo alcance ao hardware comercial da Ericsson, o que inclui os equipamentos AIR 5121 e Baseband 6630. Ainda, o experimento dispôs de um dispositivo CPE 5G alimentado pelo Sistema Snapdragon X55 5G Modem-RF da Qualcomm. O dispositivo também contava com o módulo de antena mmWave de alcance estendido QTM527 da Qualcomm.

O avanço fornece subsídios para que operadoras tenham o alcance e o desempenho que necessitam para fornecer tecnologia sem fio fixa (FWA) como opção de banda larga de “última milha”. As operadoras poderão usar seus ativos de rede móvel existentes para fornecer serviços sem fio fixos. Além disso, terão a possibilidade de expandir a oferta para áreas urbanas e suburbanas, ao mesmo tempo em que passam a fornecer mais velocidades e latência 5G. Dessa forma, as operadoras poderão aumentar sua base de clientes dentro de sua área de cobertura.

“A introdução do 5G no espectro de ondas milimétricas na América Latina e no Caribe representa uma excelente oportunidade para eliminar a exclusão digital, fornecendo conectividade de alta velocidade e baixa latência. Este é um marco muito importante para a região”, disse Elie Hanna, presidente para a América Latina e o Caribe, Ericsson. (Com assessoria de imprensa)

FONTE: TeleSíntese
Nossos sinceros agradecimentos aos autores da publicação!