Por que o ISA – financiamento que o aluno paga somente após terminar os estudos – está em alta no mercado de TI

Por que o ISA – financiamento que o aluno paga somente após terminar os estudos - está em alta no mercado de TIA modalidade de financiamento ISA (Incoming Share Agreement) está em alta no mercado de TI. Para quem ainda não conhece esta modalidade de financiamento, o aluno estuda sem pagar nada – ou pagando muito pouco – e somente após conseguir um emprego ou tiver um aumento salarial, ele pagará pelo curso e usará para isso o incremento salarial que teve após ter feito o curso. Se o curso não mudar a vida do estudante – em termos monetários, ele não paga pelo estudo. Neste artigo, saiba por que o ISA – financiamento que o aluno paga somente após terminar os estudos – está em alta no mercado de TI.
As fintechs especializadas em ISA financiam diferentes cursos. Porém, atuam com mais intensidade em curso de TI pois sabem que o risco é pequeno. Elas trabalham com estatísticas e análise de riscos e sabem que a probabilidade dos profissionais de TI alavancar a sua carreira é muito elevada, devido ao grande GAP entre oferta e demanda por profissionais na área de TI.

Por que o ISA – financiamento que o aluno paga somente após terminar os estudos – está em alta no mercado de TI

Porque o ISA – financiamento que o aluno paga somente após terminar os estudos - está em alta no mercado de TI
O modelo de financiamento ISA surgiu para resolver um dos grandes problemas atuais do mercado de trabalho: a falta de profissionais de TI ( programadores e administradores de redes, cloud e sistemas) preparados para ocuparem as milhares de vagas que não conseguem ser preenchidas.
O mercado de trabalho vive uma dicotomia quando analisamos ele como um todo e somente o mercado de trabalho de TI. Enquanto há milhões de profissionais desempregados, há vagas no mercado de TI que não conseguem ser preenchidas. Há um GAP entre a oferta e a demanda por profissionais de TI. O ISA poderá resolver um dos problemas deste GAP – que é a falta de crédito – por boa parte dos alunos, principalmente os iniciantes.
Mas este não é o único problema. Vamos ver abaixo como resolver outros dois problemas: (a) o salário dos profissionais de TI estão inflados pois há uma oferta de vagas muito maior do que a oferta de profissionais preparados para ocupá-las e isso acaba atrasando e até mesmo inviabilizado projetos de TI e (b) demora-se muito para formar um profissional pois as escolas querem levá-lo ‘ao topo’ de uma vez e não ‘step-by-step’.
Porque o ISA – financiamento que o aluno paga somente após terminar os estudos - está em alta no mercado de TI

Qual a solução para o problema.

A 4Linux acredita que a solução para a falta de profissionais de TI é formá-los rapidamente – de forma incremental – levando ele para o próximo nível e depois para o outro nível e depois para o outro nível… e assim sucessivamente, de tal forma que seja bom para a carreira dele e seja bom para a empresa que está fazendo o investimento na formação destes profissionais. Tanto o profissional como a empresa colhem os frutos deste investimento incremental mais rapidamente.
A 4Linux já tem esta cultura de formar bons profissionais de forma rápida: usando conceitos do mundo do software open source ( libere cedo, libere sempre) e conceitos da metodologia Agile ( sprints curtos) . Somados a estes dois conceitos, somos o único centro de treinamento linux e open source que TAMBÉM atua com consultoria, nossos consultores trazem para a sala de aula o que realmente é importante ensinar e isso nos permitiu criar uma metodologia própria de ensino chamada IT Experience, que através de aulas práticas deixa o aluno ‘fluente’ mais rapidamente.
Quando unimos o crédito barato com a ação de elevar o conhecimento do profissional de forma incremental e levá-lo para o próximo nível ( next step) conseguimos colocar rapidamente no mercado de trabalho bons profissionais que começarão a diminuir o GAP entre a oferta e a demanda.
Para quem gosta de futebol vai entender o por quê este modelo tem tudo para funcionar: muitos times estão com uma estratégia de ‘apostar na base’ ( categoria juvenil) ao invés de pagar altos salários para jogadores já consagrados que acabam não valendo o quanto pesam. Na área de TI está acontecendo a mesma coisa: profissionais de TI estão com a faca e o queijo na mão, pedindo salários altíssimos, sem estarem com tanta prepração.
A 4Linux – em parceria com a start-up Rankdone – estruturou uma oferta de serviços e quer estimular empresas visionárias a atacar o problema na raiz, para eliminar o GAP entre a oferta e a demanda por profissionais de TI. Se você se identificou com o problema e quer buscar soluções em parceria com a 4Linux, veja como podemos te ajudá-lo:

Montagem de equipe:

Ideal para a empresa que ganhou um novo contrato e precisa montar uma equipe de Linux, DevOps, Python e tecnologias open source imediatamente. Atuamos com hunting junto aos nossos ex-alunos, selecionamos os mais indicados através da plataforma Rankdone, damos o treinamento mais adequado para deixá-los ‘prontos’ para as entrevistas.

Next Step:

Investir na capacitação dos profissionais que já fazem parte dos quadros de funcionários da empresa é uma excelente solução, pois ambos – empresa e profissional – já se conhecem. A Rankdone seleciona os talentos em seu time interno e a 4Linux leva-os para o próximo nível.

Pipeline de Candidatos

Serviço ideal para empresas que já têm um fluxo contínuo e conhecido de contratações e quer mensalmente receber uma quantidade de profissionais para serem entrevistados e contratados.
Entenda com mais detalhes como os serviços são ofertados.
Como o aluno somente pagará pelo curso se este mudar a vida do estudante – em termos monetários, queremos mostrar para os alunos que acreditamos em seu potencial e queremos levá-lo para o ‘próximo nível’ através do financiamento ISA. Se você quer aprender Linux, Python ou qualquer uma das tecnologias que a 4Linux ensina e pagar pelo curso somente quando conseguir um incremento em seu salário, saiba mais e inscreva-se.

FONTE: Blog SempreUpdate
Nossos sinceros agradecimentos aos autores da publicação!