Padtec fecha 1º semestre com lucro líquido de R$ 22,6 milhões

A Padtec Holding, única acionista da Padtec S/A, encerrou o primeiro semestre de 2021 com lucro líquido de R$ 22,6 milhões frente a R$ 0,6 milhão no mesmo período de 2020, sendo R$ 10,9 milhões registrados no segundo trimestre. A receita operacional bruta de R$ 205,7 milhões, valor que representa um crescimento de 63,7% em relação a igual período do ano passado. No segundo trimestre do ano, a receita operacional somou R$ 119,6 milhões – aumento de 38,8%, em comparação ao primeiro trimestre de 2021, e de 86,3%, em relação a igual período do ano passado. Foi o melhor resultado trimestral da empresa dos últimos cinco anos, contribuindo para seu bom desempenho no semestre.   

A unidade de negócios de equipamentos baseados na tecnologia DWDM (Dense Wavelength Division Multiplexing) cresceu 75,6% em sua receita no primeiro semestre, em relação a igual período de 2020. Argemiro Sousa, diretor de Negócios da Padtec, aponta o aumento da demanda por banda larga e novos serviços e o lançamento de novos produtos pela empresa como os principais fatores responsáveis pela expansão dos seus negócios.   

. “Nossos clientes continuam relatando um forte crescimento na demanda por banda”, afirma o executivo. “Para atender ao aumento expressivo da demanda, muitos deles têm ativado novos canais de transmissão de dados em seus sistemas ópticos instalados, ou expandido suas infraestruturas”, completa Sousa. 

No primeiro semestre do ano, a Padtec registrou melhora também no EBITDA, com lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização de R$ 36 milhões – o triplo do valor registrado em igual período de 2020. O EBTIDA Ajustado (que desconsidera eventos não recorrentes) atingiu a marca de R$ 21,1 milhões, com margem de 13,6% – um avanço de 9 pontos percentuais. A margem bruta foi de 35,5% (aumento de 3 pontos percentuais), mantendo o mesmo patamar dos últimos trimestres e reforçando a rentabilidade dos negócios da empresa mesmo com a oscilação cambial entre os períodos.  

Em maio deste ano, a empresa ingressou no Novo Mercado da B3 S.A. – Brasil, Bolsa, Balcão, segmento da bolsa de valores brasileira destinado à negociação de ações de companhias comprometidas com práticas de governança corporativa que se estendem além das exigências legais.  

Em junho deste ano, um acordo com a Televés para oferta de soluções DWDM na Europa, Oriente Médio e África (EMEA). Pelo acordo, as soluções desenvolvidas pela Padtec passam a fazer parte da linha de produtos da multinacional de origem espanhola. “A Televés está bem posicionada para nos ajudar a entregar soluções capazes de atender às demandas do mercado EMEA. A Padtec já detém a liderança dos mercados latino-americanos na área em que atua e, com essa iniciativa, acelera seu plano de expansão internacional”, destaca Manuel Andrade, CEO da Padtec América do Norte e diretor de Operações Internacionais.  

Carlos Raimar, CEO da Padtec, afirma que a empresa pretende continuar investindo em desenvolvimento de produtos de qualidade e com tecnologia de ponta, além de ampliar a liderança no mercado brasileiro e expandir significativamente sua presença internacional. 

“Além disso, a perspectiva de ativação de redes móveis 5G no Brasil deve gerar um forte movimento de construção de redes de comunicação em todo o país, tanto por parte das operadoras – já atuantes no segmento móvel – como dos provedores regionais. Para suportar o 5G, o investimento em redes ópticas de alta capacidade deverá aumentar significativamente a demanda por equipamentos DWDM, beneficiando nossos clientes diretos e seus usuários e pavimentando os caminhos para uma sociedade com mais conectividade e qualidade nos serviços de dados”, diz Raimar.(Com assessoria de imprensa) 

FONTE: TeleSíntese
Meu agradecimento pelas excelentes publicações!