Oi recebe propostas vinculantes de fundo gerido pelo BTG e da Highline pela Infraco

A Oi recebeu ao menos duas propostas vinculantes pelo controle da UPI Infraco, sua unidade atacadista de infraestrutura óptica nesta sexta-feira, 22.

O Tele.Síntese apurou que o fundo de investimentos em participações (FIP) Economia Real, gerido pelo BTG e a empresa de infraestrutura de telecomunicações Highline confirmaram o interesse e apresentaram proposta para comprar 51% da empresa.

Os valores oferecidos ficaram acima do preço mínimo de firma da Infraco, que é de R$ 20 bilhões, e conforme previsto pelo CEO da Oi em agosto de 2020. Pela venda do controle do ativo, a Oi espera levantar pelo menos R$ 9 bilhões.

Mais negociação

Na semana passada, a CFO da Oi explicou em uma live após o recebimento das ofertas vinculantes, iniciaria uma nova etapa de análise das propostas e mais negociações para eleger, então, a proposta stalking horse – proposta preferencial que, na data do leilão judicial, poderá cobrir qualquer outro lance apresentado.

Conforme comunicado da Oi emitido em agosto, no mínimo os concorrentes precisavam apresentar compromisso de pagamento de R$ 6,5 Bi e garantir o pagamento de R$ 2,426 bilhões de dívida da InfraCo com a própria Oi, além da execução do plano de investimentos planejado, de cobrir 32 milhões de casas com fibra até 2024.

O Fundo Economia Real, do BTG, foi registrado ano passado. Conforme dados da CVM, o fundo tem patrimônio líquido de R$ 358,76 milhões, embora as cotas subscritas somem R$ 1,7 bilhão.

Já a Highline tem por trás o fundo norte-americano Digital Colony, que gerencia US$ 23 bilhões em ativos de infraestrutura mundo afora. No ano passado, a empresa comprou as torres móveis da Oi e a Phoenix Tower.

FONTE: TeleSíntese
Meu agradecimento pelas excelentes publicações!