Oi inicia plano de demissão voluntária a fim de reduzir em 15% o quadro funcional

A Oi iniciou hoje, 9, um plano de demissão voluntária. O PDV faz parte do plano de redução da companhia, que atravessa uma recuperação judicial e se prepara para realizar leilão de ativos nos próximos meses. Conforme comunicado do grupo, o objetivo é reduzir em 15% o quadro funcional, o que significa extinguir 2 mil postos de trabalho.

Os colaboradores que aderirem ao Plano de Incentivo a Saída, como o PDV é chamado pela empresa, terão direito a indenização relativa ao tempo de empresa, extensão de benefícios como plano de saúde, plano odontológico e seguro de vida.

Segundo a Oi, ao fim da recuperação judicial, e com foco em fibra óptica, a empresa terá um novo perfil de gestão operacional a fim de garantir a sustentabilidade do negócio. A nova gestão, explica, será simplificada, “com maior controle e eficiência de resultados”, haverá mais automação de processos e digitalização, e as estruturas serão mais “horizontalizadas”.

“Esse processo resulta na evolução do modelo de negócio e naturalmente em uma necessidade de readequação de estruturas organizacionais”, diz a operadora, em nota.

A companhia ressalta, ainda, que mantém desde 2016 seu quadro funcional praticamente inalterado, apesar de ter entrado em recuperação judicial no período. “A Oi segue com o foco em suas operações e sua transformação, mantendo o projeto de se tornar uma das empresas de infraestrutura e serviços digitais mais relevantes do país, e ciente do seu compromisso com a sociedade, clientes, profissionais e todos os participantes de seu ecossistema”, finaliza o grupo.

FONTE: TeleSíntese
Aproveito a oportunidade para renovar meus protestos de respeito e consideração aos autores da publicação original.