Obs Studio recebe suporte a Wayland

O programa open source gratuito para gravação de tela e transmissão de vídeos multiplataforma OBS Studio acaba de ganhar suporte ao Wayland em sua mais nova versão que acaba de chegar com a mais recente versão 27.0. Esta veio com a promessa de implementar novos recursos e melhorias. Sendo assim, o OBS Studio 27.0 é uma grande atualização porque é a primeira versão a introduzir suporte para o servidor de exibição Wayland em sistemas Linux. Isso significa que você pode finalmente usar o OBS Studio no Wayland, e o suporte vem com uma nova fonte de captura PipeWire. Os devs alertam que os usuários do Ubuntu precisariam usar o Ubuntu 20.10 (Groovy Gorilla) ou superior para captura de PipeWire.

Também para usuários de Linux, a nova versão do OBS Studio adiciona integração de serviços e suporte ao dock do navegador. Além disso, melhora o suporte aos caminhos VST (Virtual Studio Technology) e corrige um trava que pode ocorrer quando os back-backends de áudio foram desativados.

O OBS Studio 27.0 também introduz suporte a desfazer e refazer, que parece ser um recurso altamente solicitado, um novo modo Track Matte que suporta uma máscara de cena para exibir simultaneamente partes da cena anterior e atual, suporte para formatos de textura SRGB, bem como um novo método de captura para captura de tela para adicionar suporte para captura de displays cross-GPU.

Obs Studio recebe suporte a Wayland

Obs Studio recebe suporte a Wayland

Para usuários que já mudaram a GPU “padrão” para a GPU integrada, recomenda-se remover a substituição e, em vez disso, usar o novo alternador na fonte Display Capture, explicam os devs.

Entre outras alterações, há suporte para transições de visibilidade de origem para permitir que você defina uma transição para uma fonte quando você quiser exibi-la ou escondê-la, suporte para exibir o caminho de arquivo salvo na barra de status, a capacidade de atualizar uma doca do navegador a partir do menu de contexto com clique direito, uma alternância de câmera virtual no menu da bandeja do sistema e a capacidade de desativar manualmente a rotação automática em dispositivos de captura de vídeo.

Além disso, um novo parâmetro chamado agora pode ser usado para desativar o dimensionamento hidpi, e o OBS Studio agora possui uma opção de reset automático para a fonte Video4Linux2 para lidar com abandonos em alguns dispositivos. Para obter mais detalhes sobre os novos recursos e melhorias, você pode avaliaras notas de lançamento completas na página do GitHub, de onde você também pode baixar as fontes do OSB Studio 27.0.

–disable-high-dpi-scaling

No entanto, a maioria dos usuários de Linux prefere instalar o OBS Studio a partir do Flathub como um aplicativo Flatpak.

Via 9to5Linux

FONTE: Blog SempreUpdate
Meu agradecimento pelas excelentes publicações!