O aplicativo Parler estará de volta à App Store

o-aplicativo-parler-estara-de-volta-a-app-store
O aplicativo de rede social conservador Parler foi removido da App Store da Apple e da Google Play Store em janeiro, dias depois que o Capitólio foi atacado por apoiadores individuais de Trump misturados com membros de vários grupos, como os Proud Boys, The Oath Keepers, crentes de QAnon e mais. Como o Parler não tomou medidas adequadas para lidar com a disseminação das ameaças à segurança das pessoas, o aplicativo foi suspenso da App Store. No entanto, agora o aplicativo Parler está de volta à App Store.

o-aplicativo-parler-estara-de-volta-a-app-storeImagem: Poder360

Parler atende aos requisitos da Apple para conteúdo e moderação e em breve retornará à App Store

A Apple enviou uma carta ao Congresso observando que Parler fez melhorias em seu aplicativo, permitindo-lhe encontrar e lidar melhor com o discurso de ódio em sua própria plataforma. A decisão da Apple de permitir o retorno de Parler significa que o aplicativo em breve retornará à App Store, de onde poderá ser instalado em dispositivos Apple como iPhone, iPad e iPod touch.

A carta que a Apple enviou ao senador Mike Lee e Rep. Ken Buck foi obtida pela CNN e na missiva a empresa escreveu que, desde sua remoção da loja de aplicativos da Apple, Parler “propôs atualizações para seu aplicativo e as práticas de moderação de conteúdo do aplicativo . ” A Apple também observou que a decisão de remover o Parler da App Store foi independente e “não coordenou ou de outra forma consultou o Google ou a Amazon com relação a essa decisão”.

Embora o Parler tenha sido informado em 14 de abril de que a Apple aprovou seu retorno à App Store, o mesmo ainda não foi listado. Na carta ao Congresso, a Apple afirmou que “… antecipa que o aplicativo Parler atualizado estará disponível imediatamente após o lançamento de Parler.”

A Apple e o Google não apenas removeram o Parler de suas respectivas lojas de aplicativos, como também a Amazon Web Services (AWS) se recusou a hospedar o site online. Todas as três plataformas disseram que agiram devido ao discurso violento que apareceu em Parler. Sem a AWS hospedando o site, aqueles que tentavam encontrar o Parler online não conseguiam.

Posição do Parler

O Parler está desenvolvendo um moderador de conteúdo baseado em IA, que mencionou em documentos apresentados em tribunal. A empresa de mídia social diz que estava trabalhando nesse recurso na época em que a Apple, o Google e a Amazon basicamente o colocaram offline. O Parler acusou as três empresas de tecnologia de comportamento anticompetitivo ao conspirar para derrubar o aplicativo, o que a Apple negou em sua carta ao Congresso.

O Congressista Ken Buck (@RepKenBuck) escreveu no Twitter: “Em 31 de março, @SenMikeLee e eu enviamos uma carta exigindo respostas sobre por que a Apple removeu Parler da App Store. Hoje, recebemos uma resposta: Parler será reintegrado na App Store. Grande vitória para a liberdade de expressão”.

On March 31, @SenMikeLee and I sent a letter demanding answers about why Apple removed Parler from the App Store.?Today, we received a response: Parler will be reinstated on the App Store. Huge win for free speech. pic.twitter.com/FQBDSSSFGk— Congressman Ken Buck (@RepKenBuck) April 19, 2021

Via: Phone Arena

FONTE: Blog SempreUpdate
(Excelente website de notícias! Recomendo!)