Nokia reverte prejuízo e tem lucro de € 263 milhões no 1º tri

Nokia

A Nokia registrou um lucro líquido de € 263 milhões no primeiro trimestre de 2021, revertendo o prejuízo apurado no mesmo período de 2020, quando perdeu € 115 milhões.

O lucro líquido comparado foi ainda maior, de € 375 milhões. Em seu balanço, a empresa explicou que o lucros líquido comparado exclui custos com reestruturação, ganho na venda de ativos fixos, e alteração no passivo financeiro para adquirir participação não controladora da Nokia Shanghai-Bell.

O grupo obteve um Ebtida de € 699 milhões neste primeiro trimestre, em comparação com € 205 milhões do começo do ano passado. Os números da finlandesa foram impulsionados pelos segmentos de Infraestrutura de Rede, que chegou a € 235 milhões este ano ante € 1 milhão  em 2020, e de Redes Móveis, que foi de € 56 milhões para € 138 milhões.

Vendas líquidas

Nas vendas líquidas, a companhia apresentou crescimento de 3% de ano a ano, chegando a € 5,07 bilhões no primeiro trimestre de 2021. As maiores vendas foram nas áreas de redes móveis (€ 2,26 bilhões), infraestrutura de rede (€ 1,72 bilhões) e nuvem e serviços de rede (€ 674 milhões).

A segunda categoria, com expansão de 22%, juntamente com o Nokia Tecnologies, de 5%, levaram nas costas o crescimento da empresa, compensando a queda nos outros segmentos. Por meio do Nokia Technologies, a empresa fechou dois contratos de patente no ano passado e renovou mais outro acordo para a utilização de seus portfólios de multimídia e celulares.

As flutuações nas taxas de câmbio impactaram de forma negativa as categorias Redes Móveis e Nuvem e Serviços de Rede. Mesmo a 5G não foi suficiente para evitar a queda de 4% das Redes Móveis, que também sofreu com serviços e legados de produtos de acesso de rádio. O setor de Nuvem e Serviços diminui ainda mais, 9%, devido às soluções de core de rede.  

Apesar do aumento de 4% das vendas líquidas na América Latina, a região continua entre as que a Nokia tem menor presença. No primeiro trimestre de 2020, a Nokia obteve € 293 bilhões no continente, sendo que atingiu € 1,664 bilhões na América do Norte e € 1,474 bilhões na Europa.

Para todo o ano de 2021, a Nokia prevê vendas líquidas entre € 20,6 bilhões e € 21,8 bilhões, com crescimento em todas os setores, exceto Redes Móveis, que ficará entre -1% e +2%.

FONTE: TeleSíntese
Meu agradecimento pelas excelentes publicações!