MWC: Maior evento de telecom do mundo está mantido, diz organizador

O recrudescimento da pandemia de Covid-19 no mundo não vai impedir a realização da versão presencial do Mobile World Congress (MWC) este ano. A GSMA, que representa operadoras móveis de diferentes países e organiza o evento, afirmou hoje, 10, que espera os expositores e participantes como programado, entre os dias 28 de fevereiro e 3 de março.

Segundo o CEO da entidade, John Hoffman, são esperados 1,5 mil expositores e milhares de participantes vindos de 150 países no próximo MWC. Ele reconhece o aumento da Convid-19, mas diz que não há intenção, por parte da organização, em cancelar ou adiar nada. E joga a responsabilidade sobre uma decisão no governo local. “A GSMA só consideraria mudar os planos sob diretriz das autoridades espanholas”, disse em nota emitida pela entidade.

O Mobile World Congress é o maior evento anual dedicado à telefonia móvel do mundo, realizado desde 1987. A última edição do evento antes do estouro da pandemia de Covid-19 reuniu 109,5 mil pessoas na cidade de Barcelona, na Espanha, em 2019.

Em 2020, o evento foi cancelado em razão da desistência, em cima da hora, dos maiores expositores. Em 2021, houve edição híbrida do evento, com menos participantes in loco. Foram 20 mil pessoas presencialmente, menos de um quinto da edição do ano anterior. Cerca de 100 mil pessoas se cadastraram e assistiram a alguma das apresentações pela internet.

Até o momento, não há notícia de cancelamento de expositores. Estão confirmados Telefónica, Facebook, Verizon, Google, Nokia, Samsung, Ericsson, Cisco, entre outros.

A partir de dezembro, os casos de Covid-19 se multiplicaram na Espanha – e outros países da Europa, América do Norte e no Brasil – em razão do aparecimento da variante Ômicron e das festas de final de ano. Na Espanha, a média semana de novos casos saltou de 10 mil em 10 de janeiro para 124 mil ontem, 9 de janeiro, segundo números da Our World in Data. Aumento, portanto, de 120 vezes.

Hoffman lembrou que a GSMA realizou eventos presenciais em Xangai, Los Angeles e Barcelona em 2021. Em todos, houve aderência a regras de segurança sanitária. “Essa experiência, combinada com avanços de especialistas em saúde, cientistas e governos, nos dá confiança de que é possível nos reunirmos em segurança novamente em 2022”, afirmou.

FONTE: TeleSíntese
(Excelente website de notícias! Recomendo!)