Microsoft revê para baixo projeção de vendas do Windows devido ao coronavírus

Além das fabricantes de hardware, diretamente impactadas pela paralisação nas linhas de produção chinesas, também empresas de software sentem os reflexos do surto do novo coronavírus (Covid-19) mundo afora. Hoje, 27, a Microsoft emitiu nota ao mercado no qual informa que haverá impacto direto na divisão “More Personal Computing”, de varejo. Esta divisão inclui as vendas do sistema operacional Windows para terceiros (OEM) e da linha própria de notebooks Surface.

“Não esperamos atingir nosso ‘guidance’, uma vez que o segmento Windows OEM e Surface foram mais impactados negativamente do que prevíamos”, afirmou a companhia em carta a investidores sobre a expetativa para o atual trimestre fiscal. Além da demanda reduzida pelo Surface, o Covid-19 levou a problemas na cadeia de suprimentos uma vez que boa parte dos componentes para PCs é feita na China, país que registra até o momento o maior número de infecções pela doença.

Conforme a projeção mais recente divulgada pela Microsoft em janeiro, esperava-se um faturamento entre US$ 10,75 e US$ 11,15 bilhões da divisão More Personal Computing – o que já representava queda de 0,65% em relação ao mesmo trimestre de 2019, quando a unidade vendeu US$ 10,68 bilhões. A empresa não disse quanto abaixo disso espera que as receitas terminem este trimestre, no entanto.

FONTE: TeleSíntese
(Excelente website de notícias! Recomendo!)