Microsoft prejudica desenvolvedores e acaba com serviço baseado em nuvem Visual Studio Codespaces

Microsoft prejudica desenvolvedores e acaba com serviço baseado em nuvem Visual Studio CodespacesUma péssima notícia para quem é desenvolvedor e usa o serviço baseado em nuvem Visual Studio Codespaces da Microsoft. A empresa decidiu encerrar o recurso, a versão reformulada do Visual Studio Online. Em vez disso irá mesclá-lo com a versão do GitHub no mesmo produto. Porém, surge um problema dos grandes nesta hora. Simplesmente não há como migrar projetos existentes de um serviço para outro.
O Visual Studio Codespaces visa tornar os desenvolvedores mais produtivos criando um ambiente de desenvolvimento totalmente configurado em minutos. O anúncio de que o Visual Studio Codespaces será “consolidado” no GitHub Codespaces não é uma surpresa, dada a duplicação entre os dois.
A Microsoft anunciou o produto rebatizado em maio na Build 2020 ao lado do novo Codespaces do GitHub, que por si só é uma versão do VS Codespaces. Ambos os produtos são versões on-line do Visual Studio e do Visual Studio Code (VS Code).

Microsoft prejudica desenvolvedores e acaba com serviço baseado em nuvem Visual Studio Codespaces

Microsoft prejudica desenvolvedores e acaba com serviço baseado em nuvem Visual Studio Codespaces
De acordo com a Microsoft, a decisão de mover o Visual Studio Codespaces para o GitHub foi para reduzir a confusão entre os dois produtos quase idênticos.  
“Depois que a experiência nativa do GitHub foi lançada, começamos a ouvir que as duas experiências distintas estavam causando confusão entre nossos usuários”, explica Allison Buchholtz-Au, gerente de programa do Visual Studio Online.

Acreditamos que, consolidando as experiências atuais do Codespaces em uma, podemos eliminar a confusão, simplificar a experiência para todos e fazer um progresso mais rápido para atender aos comentários dos clientes.

Prazo e preços

Microsoft prejudica desenvolvedores e acaba com serviço baseado em nuvem Visual Studio Codespacesual studio
A mudança significa que os usuários do Visual Studio Codespaces precisarão mudar para o GitHub Codespaces até fevereiro de 2021, quando a oferta do Visual Studio Codespaces no Azure terminará.
O que ainda não está claro é o preço do GitHub Codespaces, que atualmente está em uma versão beta privada. Em maio, junto com a mudança de marca do Visual Studio Online, a Microsoft reduziu o preço do VS Codespaces na nuvem Microsoft Azure.
A Microsoft cortou os preços das instâncias para Codespaces do Visual Studio no Azure em mais da metade. Por exemplo, a camada Básica com dois núcleos e 4 GB de RAM caiu para 0,08 por hora, enquanto a oferta padrão com quatro núcleos e 8 GB de RAM em uma instância do Linuxbaixou de cerca de 0,45 por hora para 0,17 por hora . A camada premium com oito núcleos e 16 GB de RAM reduziu de 0,87 para 0,34.
Não se conhecem os preços dos Codespaces do GitHub e não há menção ao Azure.

Migração começou

Buchholtz-Au da Microsoft observa que, desde 4 de setembro, os usuários atuais do Visual Studio Codespaces podem começar a transição para o beta privado do GutHub. Em 20 de novembro, a Microsoft impedirá que os usuários criem novos planos Codespaces do Visual Studio, embora os existentes continuem ativos. Nesse ponto, os novos usuários só poderão se inscrever no Codespaces no GitHub.
A data limite final chega em 17 de fevereiro de 2021, quando a Microsoft fechará o portal Codespaces do Visual Studio. A partir de então, haverá a exclusão de “todos os planos e espaços de código restantes no serviço”.
Quanto aos preços dos Codespaces do GitHub, a Microsoft explica em um documento de perguntas frequentes que fornecerá detalhes ainda este ano, quando os Codespaces do GitHub atingirem a disponibilidade.
As opções de hospedagem ainda não existem para desenvolvedores que usaram Codespaces do Visual Studio com rivais do GitHub, como GitLab e BitBucket.

FONTE: Blog SempreUpdate
Para mais detalhes, acesse o website da publicação original.