Microsoft lança versão atualizada de sua distribuição CBL-Mariner Linux

Nem bem estreou e a Microsoft lançou uma versão atualizada de sua distribuição CBL-Mariner Linux como sua plataforma dentro da empresa que está sendo usada para muitas utilidades de computação em nuvem e edge, entre outros fins. Muita gente foi pega de surpresa recentemente ao saber que a Microsoft possui seu próprio sistema Linux rodando internamente para algumas funções dentro da empresa.

Assim, o CBL-Mariner é uma plataforma Linux baseada em RPM que é focada na segurança e não uma distribuição Linux de propósito geral, mas sim atendendo seus vários casos de uso internos, embora CBL-Mariner agora seja público.

Microsoft lança versão atualizada de sua distribuição CBL-Mariner Linux

Microsoft lança versão atualizada de sua distribuição CBL-Mariner Linux

A atualização de julho de 2021 do CBL-Mariner lançada hoje traz o seguinte:

habilita o log /dev/mcelog para erros de verificação da máquina;adiciona um novo repositório Microsoft às imagens;Cronie e logrotate são adicionados às imagens;o SELinux agora está disponível, mas não habilitado por padrão, e várias outras alterações nas imagens do sistema operacional. 

Por outro lado, o CBl-Mariner July 2021 também tem várias correções, incluindo uma série de correções de segurança para software contido.

Mais detalhes sobre esta atualização mensal da plataforma CBL-Mariner Linux da Microsoft podem ser encontrados no GitHub.

Microsoft já tem a própria distribuição Linux chamada CBL-Mariner

A Microsoft parece mesmo ter se rendido à praticidade e eficiência do Linux. Agora, além do Azure Cloud Switch como uma plataforma Linux criada pela Microsoft, a empresa Windows também tem desenvolvido o CBL-Mariner (Common Base Linux) como sua própria distribuição Linux interna. Esta distribuição Linux da Microsoft é pública e de código aberto.

O sistema CBL-Mariner é um produto dos engenheiros Linux da Microsoft e é usado como uma distribuição interna por suas equipes de engenheiros para nuvem, edge e outras necessidades dentro da empresa. O código para o CBL-Mariner, entretanto, é público em sua organização GitHub, embora nenhum build oficial seja fornecido além de alguns RPMs pré-compilados. O CBL-Mariner é usado por empresas como o Windows Subsystem for Linux (WSL), Azure Sphere OS, SONiC e outros trabalhos baseados em Linux na gigante de Redmond.

A distribuição Linux CBL-Mariner é focada na segurança, faz uso de RPMs com DNF/Tiny DNF para gerenciamento de pacotes, vários tipos de instalação e muito mais. Enntretanto, novamente, o objetivo não é ser uma distribuição Linux de uso geral, mas uma que várias equipes de engenharia da Microsoft possam usar em seus diferentes produtos.

A primeira coisa a entender sobre o Mariner é que não é uma distribuição Linux de propósito geral como o Ubuntu ou Fedora, ela foi criada pelo Linux System Group da Microsoft, que é a mesma equipe da Microsoft que criou o kernel Linux usado para o subsistema Windows para Linux versão 2, ou WSL2. O objetivo do Mariner é ser usado como uma distribuição Linux interna para as equipes de engenharia da Microsoft para construir nossa infraestrutura de nuvem e produtos e serviços de ponta.

FONTE: Blog SempreUpdate
Agradecimentos aos autores originais desta publicação! Até a próxima!