Microsoft abrirá região de datacenter avançada e sustentável

Microsoft abrirá região de datacenter avançada e sustentávelA Microsoft está lançando uma nova região de datacenter na Suécia no próximo ano e prometeu que as implantações estarão entre os locais mais avançados e sustentáveis da empresa.
A Microsoft já havia prometido que usará 100% de energia renovável em todos os seus prédios e datacenters até 2025. Para apoiar essa meta na Suécia, a Microsoft anunciou que será mais transparente sobre a forma como o consumo de energia em suas instalações é combinado com a geração de energia renovável, graças a um novo serviço desenvolvido em parceria com a Vattenfall.

Microsoft abrirá região de datacenter avançada e sustentável

A Microsoft e a Vattenfall desenvolveram uma tecnologia chamada “solução 24/7”, que oferece uma maneira mais precisa de combinar o consumo de eletricidade com energia renovável. A tecnologia foi usada como piloto na sede sueca da Microsoft, com resultados encorajadores.
Microsoft abrirá região de datacenter avançada e sustentávelA Microsoft está lançando uma nova região de datacenter na Suécia e prometeu que as implantações estarão entre os locais mais sustentáveis da empresa. Imagem: Guenther Dillingen | Pixabay.
Para melhorar a transparência, a Microsoft trabalhou com a Vattenfall para desenvolver uma tecnologia que aproveita os dispositivos IoT para combinar a geração de energia renovável de hora em hora com a demanda por energia.
A cada hora, a tecnologia mede a energia produzida por fontes renováveis, enquanto mede o consumo de energia no local graças a medidores inteligentes, para fornecer uma imagem completa do consumo de energia em um determinado edifício.
Além disso, a região incluirá um chamado “centro circular”, que foi projetado pela Microsoft como uma forma de reduzir o lixo eletrônico causado por servidores e componentes relacionados.
Os centros circulares utilizam o aprendizado de máquina para classificar dispositivos e peças e reutilizar o máximo de hardware possível. A empresa espera que a tecnologia aumente o redirecionamento de componentes em suas operações globais para 90% até 2025.
ZDNET
Facebook usou 86% de energia renovável em 2019

Supercomputador Summit avançará pesquisa de energia eólica

A Internet das Coisas pode ajudar o meio ambiente? – Parte I

FONTE: Blog SempreUpdate
(Meus agradecimentos a este website que proporciona sempre novidades!)