Levantamento de requisitos funcionais e não funcionais para nova versão de placa controladora Projeto Bravonic

 

Requisitos Funcionais

  1. Identificação por telegrafia
  2. Identificação por telegrafia deve ter tonalidade e velocidade ajustável
  3. Aceitar transceptores com COR positivo e negativo
  4. Silenciador de squelch na recepção
  5. Opção para reproduzir ou não a identificação da repetidora nos rádios de LINK
  6. Identificação por gravação padrão mp3
  7. 4 portas de transceptores (RX/TX/LINK-1/LINK-2)
  8. Controle de tempo máximo de transmissão (TOT)
  9. Ajuste de tempo de rabicho (tempo entre o fim da recepção e bip)
  10. Controle de Cooler
  11. Saída para acionamento remoto via DTMF para controle de equipamentos/dispositivos no site da repetidora
  12. Opção de ligar, desligar e pulsar saída de automação (ref item 11 – ReqF);
  13. Entrada de sinal lógico para ativação de alarme na fonia da repetidor
  14. Opção para habilitar e desabilitar rádios de LINK independentes remotamente por DTMF
  15. Opção para habilitar e desabilitar funcionamento do repetidor remotamente por DTMF
  16. Entrada de áudio auxiliar para recebimento de comandos DTMF, com a possibilidade de ser montado um transceptor separado para receber comandos DTMF em frequência diversa ou outros equipamentos (como aparelho celular)
  17. Opção para esconder ou não o tom DTMF quando enviado pela fonia da repetidora
  18. Porta para interligar repetidor com sistemas Rádio-Sob-IP (ROIP) – pode ser utilizado porta de LINK (ref item 7 – ReqF)
  19. Configuração via computador por USB, padrão tipo C, com software fácil e intuitivo
  20. Opção para backup de configuração da controladora

Requisitos Não-Funcionais

  1. Funcionalidades modulares para baratear manufatura e preço para cenários mais simples
  2. Estabilidade de funcionamento e prevenção de falhas
  3. Whatchdog (ref item 2-RNF);
  4. Utilização de componentes de fácil acesso e baixo custo para facilitar manutenção pelo radioamador