Lei de Antenas: Câmara de São Paulo quer priorizar a cobertura móvel em hospitais e escolas

O Presidente da Câmara de São Paulo, vereador Milton Leite (DEM), disse nesta terça, 15, durante coletiva de imprensa, que o foco da nova lei das antenas “não será a prioridade econômica das telecomunicações, mas do social”. Segundo ele, prioritários serão os setores de saúde e educação. O projeto será votado nesta quarta, 16.

“Se isso não agrada setor A ou B das telecomunicações…saibam que não haverá outro jeito”, falou Leite. “Ou as empresas instalam as antenas lá, ou não daremos autorização para que instalem outras”, disse o Presidente da Câmara de São Paulo.

Leite disse também que outro ponto a ser levado em conta será a dívida das empresas de telecomunicações com o município. “Isso precisa ser ajustado. Vamos ver os valores e verificar como poderá ser pago.”

Prioridades

Milton Leite reforçou que a Câmara levará em conta o lado social da proposta. “Não podemos criar um distanciamento digital. Não dá para permitir que os mais pobres sejam segregados no mundo digital”.

Mas também reforçou que valoriza os investimentos das empresas de telecomunicações na capital paulista. “Podem ganhar dinheiro nessa cidade, é o capitalismo, mas espero que essas empresas não olhem para a cidade apenas como um cofre de dinheiro, como uma montanha de dinheiro a ser saqueada. E também têm que quitar seus débitos.”

FONTE: TeleSíntese
Para mais detalhes, acesse o website da publicação original.