Jogos Linux continuam a crescer: o suporte anti-cheat para jogos como Fortnite e Apex abre as portas para o modo multijogador online

Os jogos no Linux estão evoluindo bastante nos últimos anos. Isso se deve, em grande parte, aos esforços de desenvolvimento da Valve. Em três anos, Proton e Steam Play mudaram completamente o cenário , e atualmente temos mais de 14 mil jogos rodando no Linux.

Esses jogos estão sendo acompanhados por uma longa lista de alguns dos títulos multiplayer online mais populares, graças ao suporte completo e oficial de tecnologias anti-cheat como EAC (Easy Anti-Cheat) e BattlEye , sistemas que usam videogames como Fortnite e Apex Legends.

Quando jogar no Linux é considerado “trapaça”

Já no ProtonDB eles estão otimistas de que a situação “quebrada” desses jogos começará a mudar graças ao apoio da EAC. Qualquer pessoa que já tentou jogar quase todos os jogos multiplayer online modernos populares no Linux descobriu que era uma provação. A falha geralmente não é do sistema operacional ou do jogo, mas de algo complementar: o sistema anti-cheat, aquele que existe para evitar hacks e cheats, embora nem sempre funcionem …

Na verdade, não é incomum que sua conta seja suspensa para qualquer um desses jogos se você tentar jogar no Linux – se por algum milagre você tiver sucesso – já que a falta oficial de suporte para anti-cheat o marca como um trapaceiro em potencial.

Um dos mais populares é o EAC, o sistema anti-cheat da Epic Games , que acaba de anunciar suporte total para Linux com o lançamento de seu SDK mais recente. Isso significa que os desenvolvedores agora podem ativar o suporte anti-cheat para Linux via Wine e Proton com apenas alguns cliques do site de serviços de desenvolvedor online da Epic.

No início deste ano, os jogos Easy Anti-Cheat para Windows foram disponibilizados gratuitamente para todos os desenvolvedores. Hoje, estamos expandindo o suporte para Linux e Mac para desenvolvedores que mantêm versões nativas completas de seus jogos para essas plataformas.Para tornar mais fácil para os desenvolvedores enviarem seus jogos para todas as plataformas de PC, o suporte para as camadas Wine e Proton no Linux está incluído.

Jogos Linux continuam a crescer: o suporte anti-cheat para jogos como Fortnite e Apex abre as portas para o modo multijogador online

Jogos Linux continuam a crescer: o suporte anti-cheat para jogos como Fortnite e Apex abre as portas para o modo multijogador online

Essas duas últimas linhas são as mais importantes, embora seja ótimo que o EAC já seja compatível com Linux (e Mac) para jogos nativos, é muito mais notável que também inclua compatibilidade com as camadas Wine e Proton no Linux , porque elas são infinitamente mais jogos que podem ser jogados no Linux dessa forma do que por ter uma versão nativa.Em breve, será uma realidade jogar jogos como Apex Legends, Fortnite, Tom Clancy’s Division 2, Rust, Rainbow Six Siege, Ghost Recon Breakpoint e muito mais no Linux sem problemas.

No dia seguinte a este anúncio, o pessoal do BattlEye se juntou à lista oferecendo suporte nativo para Linux e Mac, mas também para o novo Steam Deck da Valve, ou o Proton e Steam Play.

O “Valve Swicth“, ou seja, o novo console portátil Steam Deck que a empresa anunciou em julho passado e cujo lançamento está previsto para dezembro próximo.

O Steam Deck é o principal pontapé para o suporte dessas tecnologias para que estejam prontas para todos os gamers quando o console for lançado. Afinal, o console usará uma versão customizada do Arch Linux com Steam Play (Proton) para que possamos jogar como se estivéssemos no Windows.

Você provavelmente terá que esperar um pouco mais para que os desenvolvedores de cada jogo façam suas adaptações e ativem o suporte, mas é quase certo que a maioria o fará. Assim, se o Steam Deck for um sucesso comercial, ninguém vai querer para deixar o jogo deles de fora da lista de títulos compatíveis. Isso deve ocorrer principalmente se você apenas tiver que ativar um sistema anti-cheat.

Via Genbeta

FONTE: Blog SempreUpdate
(Acesse o website do autor da publicação para mais detalhes)