IPFire Linux deixa Wi-Fi seguro com novo WPA3

IPFire Linux deixa Wi-Fi seguro com novo WPA3A distribuição de firewall IPFire Linux agora é compatível com WPA3, o que torna o Wi-Fi seguro novamente. O anúncio é do desenvolvedor Michael Tremer. Sendo assim, o IPFire 2.25 Core Update 153 chega como uma nova atualização importante para a distribuição Linux de firewall de código aberto reforçado que adiciona suporte para WPA3.
A maior mudança no lançamento do IPFire 2.25 Core Update 153 é a implementação do suporte para o padrão de segurança WPA3 mais recente para redes Wi-Fi. O WPA3 agora é suportado por padrão no IPFire e pode ser habilitado junto com o WPA2 para suportar o maior número de dispositivos possível, mantendo a sua rede sem fio segura.

IPFire Linux deixa Wi-Fi seguro com novo WPA3 e traz outros recursos

IPFire Linux deixa Wi-Fi seguro com novo WPA3
Além de habilitar o suporte a WPA3, os usuários do IPFire também podem habilitar o padrão 802.11w, também conhecido como Management Frame Protection para uma camada extra de segurança. Assim, estarão protegendo sua rede Wi-Fi contra invasores que tentam cancelar a autenticação das estações.
WPA3 é o novo padrão para proteger as conexões sem fio e agora é compatível com o IPFire, disse Michael Tremer. Ele pode ser habilitado junto com WPA2 para que você possa suportar qualquer dispositivo que não seja compatível com WPA3.
A versão 2.25 Core Update 153 do IPFire também vem com kernel Linux atualizado (versão 4.14.212) e firmware intel-microcode (versão 20201118) para resolver as vulnerabilidades de segurança da CPU Intel mais recentes. Da mesma forma, tem a versão mais recente do OpenSSL 1.1.1i, que corrige uma vulnerabilidade de segurança importante.
O recurso Location Database do IPFire melhora ainda mais a precisão, otimiza os algoritmos de importação e exportação do banco de dados, bem como aumenta o desempenho ao carregar dados necessários para regras de firewall do banco de dados de localização no kernel do Linux.

Outras mudanças importantes:

O IPFire 2.25 Core Update 153 torna possível excluir o YouTube na Safe Search;
adiciona destaque de dispositivos de rede atribuídos a uma zona na página de configuração da zona;
melhora o resumo do log;
reimplementa o suporte para DuckDNS;
atualiza Página de informações de endereço IP para exibir o sistema autônomo para cada endereço IP;
e torna a interface do usuário baseada na web acessível em sistemas com pouca memória.

Do mesmo modo, inclui muitos pacotes e complementos atualizados, como:

Bash 5.0.18, cURL 7.73.0, arquivo 5.39, Ghostscript 9.53.3, Go 1.15.4, Knot DNS 3.0.2, libhtp 0.5.63, OpenVPN 2.5. 0, pcengines-firmware 4.12.0.6, strongSwan 5.9.1, Suricata 5.0.5, Tor 0.4.4.6, Transmission 3.00, tzdata 2020d, usb_modeswitch 2.6.1, usb_modeswitch_data 20191128, specter-meltdown-checker 0.44 e vdr 2.4.4.
9to5 Linux

FONTE: Blog SempreUpdate
Para mais detalhes, acesse o website da publicação original.