Huawei, PTI e Coopavel unem-se por conexão 5G para o agronegócio

Uma nova parceria vai auxiliar na conexão do agronegócio brasileiro à tecnologia 5G. A Huawei Brasil, juntamente com o Parque Tecnológico Itaipu (PTI-Brasil) e a Coopavel (Cooperativa Agroindustrial), assinaram nesta quinta, 1, um Protocolo de Intenções para desenvolver o que os envolvidos anunciam como “maior projeto de inovação aberta do Brasil no agronegócio”. A união aconteceu na sala de reuniões da administração do Show Rural Coopavel, em Cascavel (PR).
Do ato de assinatura participaram o General Eduardo Castanheira Garrido Alves, Diretor-Superintendente do PTI-Brasil; Francisco Menezes, Diretor de Vendas da Huawei; e Dilvo Grolli, Diretor-Presidente da Coopavel. Entre as ações previstas está a instalação de uma antena de transmissão 5G na área do Show Rural Coopavel, que garantirá suporte tecnológico para testagem e validação de novos produtos e serviços por parte das empresas âncoras, startups e academia.
A antena terá um raio de abrangência de até 5 km. Será montado também um espaço de coworking para facilitar o trabalho das empresas e profissionais envolvidos. A estrutura instalada permitirá a clientes e fornecedores da Coopavel, e também a representantes da indústria de equipamentos e de soluções para o agronegócio testar e validar diversas tecnologias disruptivas que serão permitidas com a conexão de internet de alta performance.
Entre as ações e soluções que poderão ser avaliadas estão o monitoramento e a transmissão em tempo real de imagens em alta definição sobre o solo e plantações para acompanhamento à distância e orientações técnicas; funcionamento de máquinas e equipamentos, como tratores, colheitadeiras, plantadeiras, semeadoras e pulverizadores de forma mais autônoma e inteligente; e informações precisas e detalhadas sobre a alimentação, o comportamento e a saúde dos animais, bem como sobre as condições climáticas.

Investimento

Na fase inicial do projeto, o investimento é de aproximadamente R$ 6 milhões. A maior parte dos recursos virá da Huawei, por meio da Lei da Informática, com aportes e execução do Parque Tecnológico Itaipu, que fica responsável pela seleção e incubação das startups, e em ações para atender demandas concretas de inovação aberta da Coopavel e sua rede de cooperados em 21 municípios das regiões Oeste e Sudoeste do Paraná. As soluções inovadoras desenvolvidas serão apresentadas já na próxima edição do Show Rural Coopavel, no próximo ano.

FONTE: TeleSíntese
Mais uma vez, agradecemos aos autores originais desta publicação.