Google remove suporte para astrofotografia do Pixel 5 e Pixel 4a 5G

google-remove-suporte-para-astrofotografia-do-pixel-5-e-pixel-4a-5ggoogle-remove-suporte-para-astrofotografia-do-pixel-5-e-pixel-4a-5gUma das alterações da quarta para a quinta geração do Pixel, sem dúvidas, foi a troca da cãmera tele pela câmera ultra ampla. A câmera trazia o suporte para astrofotografia. No entanto, agora o Google removeu o suporte para astrofotografia do Pixel 5 e Pixel 4a 5G.
Desde o lançamento da novidade de fotografia que alguns usuários ficaram entusiasmados em usar o modo Astrofotografia com o campo de visão mais amplo oferecido pela nova câmera, no entanto, ficaram desapontados com os resultados, pois as imagens saíram com muito ruído e com uma tonalidade muito perceptível.
Todavia, mesmo o Google corrigindo o problema, agora decidiu remover o recurso de Astrofotografia para a câmera ultra ampla. Esta mudança parece ter chegado com a versão 8.1 do aplicativo Câmera do Google. Se antes a decepção girou em torno da má qualidade das fotografias, agora gira em torno da ausência do recurso já ajustado.
google-remove-suporte-para-astrofotografia-do-pixel-5-e-pixel-4a-5gImagem: Tecmundo

O que diz o Google com a remoção do recurso de astrofotografia do Pixel 5 e Pixel 4a 5G?

Apesar de a câmera principal dos smartphones Pixel 5 e 4a conseguirem capturar fotos de aparência impressionante da Via Láctea, certamente, essa não é a resposta que as pessoas esperavam quando relataram o problema no fórum de suporte do Google.
O Google, entretanto, atualizou a página Visão noturna com a seguinte mensagem:
Importante: no Pixel 4a (5G) e no Pixel 5, a astrofotografia só funciona com configurações de zoom iguais ou superiores a 1x.
Parece que a câmera ultra grande angular de 16 MP usada em ambos os pixels não é adequada para a tarefa de capturar várias exposições longas que são necessárias para processar uma foto de astrofotografia.
Talvez a equipe do Google apareça com um processamento novo e aprimorado e reative a câmera ultralarga em uma atualização futura. No entanto, a outra opção seria a eliminação do “problema” de uma vez por todas, com a retirada do recurso.
Com informações de: GSMArena

FONTE: Blog SempreUpdate
Para mais detalhes, acesse o website da publicação original.