Google abre desenvolvimento do Fuchsia OS para o público

Google abre desenvolvimento do Fuchsia OS para o públicoGoogle abre desenvolvimento do Fuchsia OS para o públicoNos últimos quatro anos, o Google vem desenvolvendo um novo sistema operacional, o Fuchsia, do zero. A partir de hoje, o Fuchsia OS do Google está sendo desenvolvido de forma mais aberta, incluindo a aceitação de contribuições do público.

Desde que esteve em desenvolvimento, o Fuchsia foi open source, o que significa que qualquer pessoa pode visualizar e baixar o código-fonte necessário para construir o sistema operacional para si. Na verdade, no ano passado, o Google lançou discretamente um site oficial Fuchsia.dev para o projeto, ensinando os desenvolvedores a melhor forma de trabalhar no Fuchsia e, em muito menor grau, como fazer aplicativos Fuchsia. Ao longo dos últimos quatro anos, no entanto, Fuchsia tem sido uma espécie de projeto skunkworks, com o Google permanecendo surpreendentemente silencioso sobre seu propósito.

Google abre desenvolvimento do Fuchsia OS para o público

Google abre desenvolvimento do Fuchsia OS para o público
Isso muda hoje, já que a empresa está fazendo barulho com o Fuchsia no Blog de código aberto do Google, abrindo uma chamada para que os desenvolvedores contribuam com o projeto. Na verdade, este é o primeiro anúncio formal da existência do sistema operacional Fuchsia e como o Google planeja usá-lo.

Fuchsia é um projeto de longo prazo para criar um sistema operacional de código aberto de uso geral, e hoje estamos expandindo o modelo de código aberto da Fuchsia para receber contribuições do público.
O Fuchsia foi projetado para priorizar a segurança, capacidade de atualização e desempenho, e está atualmente em desenvolvimento ativo pela equipe Fuchsia. Temos desenvolvido o Fuchsia abertamente, em nosso repositório git, nos últimos quatro anos. Você pode navegar no histórico do repositório em https://fuchsia.googlesource.com para ver como o Fuchsia evoluiu ao longo do tempo. Estamos estabelecendo essa base desde o kernel para facilitar a criação de produtos e experiências seguras e duradouras.
Portanto, o Google está abrindo o rastreador de bugs do Fuchsia ao público. Isso para apoiar os desenvolvedores e tornar o processo de desenvolvimento do Fuchsia menos restrito e mais público. Assim como o Android e o Chromium, o Fuchsia agora tem até listas de e-mail públicas.Elas servem para aqueles que desejam estar cientes das grandes mudanças. Do mesmo modo, se você quiser contribuir com código, existe um processo formal para se tornar um membro do projeto Fuchsia.
Mais importante para os desenvolvedores interessados e o público em geral, o Google agora tem um roteiro público para o desenvolvimento do Fuchsia. Nele podemos ver os projetos que a equipe Fuchsia está realizando ativamente, como uma reformulação do sistema de “componentes”.

Guia oficial do Fuchsia para Linux

Por outro lado, há uma alternativa para ajudar os desenvolvedores a começar a trabalhar no Fuchsia OS sem precisar de hardware compatível com o Fuchsia. Este é ocaso do Google Pixelbook original. Portanto, o Google lançou um guia detalhadopara usar um emulador oficial Fuchsia em seu computador Mac ou Linux.

Uma preocupação que os desenvolvedores podem ter em contribuir com o Fuchsia é que, no passado, os Googlers se referiam ao Fuchsia como um “experimento” em novas tecnologias para sistemas operacionais. Em contraste direto com essa noção, o site Fuchsia.dev teve atualização no início deste ano. Assim, ele diz agora que o Fuchsia se destina a se tornar um sistema operacional completo usado em produtos reais.
O objetivo da Fuchsia é alimentar dispositivos e produtos de produção usados para aplicações críticas de negócios. Como tal, Fuchsia não é um playground para conceitos de sistema operacional experimental. Em vez disso, a plataforma é se volta para usos práticos decorrentes das necessidades do parceiro e do produto.
Assim, no geral, este é um forte sinal de vida para o projeto Fuchsia, colocando-o um passo mais perto de um eventual lançamento. Por enquanto, porém, o Google enfatiza que o Fuchsia ainda não está pronto para estreia como produto formal. Então, não tente rodar o Fuchsia como seu sistema operacional principal.
O Fuchsia não está pronto para o desenvolvimento geral de produtos ou como um destino de desenvolvimento. Porém, você pode clonar, compilar e contribuir para isso.
9to5 Google

FONTE: Blog SempreUpdate
(Excelente website de notícias! Recomendo!)