Fundo garantidor emergencial assegura R$ 100 milhões aos ISPs, diz Coimbra

O Programa Emergencial de Acesso ao Crédito (Peac), que funciona como um fundo garantidor, já concedeu R$ 100 milhões aos provedores regionais, afirmou o diretor de Banda Larga do Ministério das Comunicações, Artur Coimbra. Segundo ele, a medida atende a uma reivindicação antiga dos ISPs e que nunca conseguiu ser solucionada.

Coimbra, que participou nesta segunda-feira, 21, do Seminário Conecta Brasil, promovido pela Anatel, disse que apesar de o programa ter um prazo de vigência até dezembro, o BNDES já estuda uma solução para garantir os empréstimos aos provedores de pequeno porte a partir do ano que vem. Ele afirma que outros bancos já estão dando crédito aos PPPs, o que mostra a assertividade da medida.

O papel dos provedores regionais na conexão de brasileiros durante a pandemia foi destacado pelo diretor, afirmando que eles “deram o sangue” para manter as redes funcionando mesmo com o aumento do tráfego. E pela participação dos ISPs no esforço de conectar as unidades básicas de saúde, trabalho ainda em andamento. (Do PontoISP)

FONTE: TeleSíntese
Agradecimentos aos autores originais desta publicação! Até a próxima!