Ferramenta do PowerShell oferece suporte a Linux e macOS

Ferramenta secreta do PowerShell oferece suporte a Linux e macOSA Microsoft lançou o módulo SecretManagement Preview 3 para sua linguagem de script PowerShell e shell de linha de comando. Objetivo é ajudar os desenvolvedores a gerenciar segredos com um conjunto de cmdlets. A grande novidade é que a ferramenta secreta do PowerShell oferece suporte a Linux e macOS.
O lançamento do SecretManagement Preview 3 vem depois da segunda prévia que a Microsoft lançou em março e uma primeira prévia em fevereiro. A ferramenta foi projetada para ajudar os usuários a gerenciar com segurança os segredos em ambientes de nuvem.
No entanto, a terceira visualização do módulo SecretManagement contém alterações importantes. Portanto, os usuários de visualizações anteriores precisarão migrar seus segredos antes de atualizar.

Ferramenta do PowerShell oferece suporte a Linux e macOS

O SecretManagement ajuda os usuários a armazenar e recuperar segredos localmente em um cofre embutido do sistema operacional, como o Windows Credential Manager. É também um “orquestrador para os cofres de extensão que executam o armazenamento e a criptografia do segredo real”.
SecretManagement é valioso em ambientes heterogêneos onde você pode querer separar os detalhes do cofre de um script comum que precisa de segredos, explica Sydney Smith, gerente de programa da equipe PowerShell da Microsoft.
SecretManagement também é um recurso conveniente que permite aos usuários simplificar suas interações com vários cofres, bastando aprender um único conjunto de cmdlets.
Nesta visualização, a Microsoft separou o módulo SecretManagement de um cofre padrão integrado e reformulou seu design. Ele também separou a interface de acessar segredos e registrar cofres de qualquer implementação.
Paul Higinbotham, engenheiro de software sênior da equipe do PowerShell, explica que, desde o lançamento do primeiro alfa do módulo SecretManagement, ficou “claro que a visão e o design originais sofreram algumas deficiências”.
Um problema com a versão alfa anterior era que ela dependia do Windows Credential Manager, mas para estendê-lo a outras plataformas, era necessário encontrar um cofre local equivalente.
Acontece que CredMan é único e não há soluções equivalentes em plataformas não Windows, escreve Higinbotham. Além disso, os membros da comunidade apontaram que o CredMan só funciona para contas de logon interativas, e isso significa que o pré-lançamento do SecretManagement não funcionaria com contas internas do Windows ou por meio de comunicação remota do PowerShell.

Microsoft se concentra no gerenciamento de segredos

Ferramenta secreta do PowerShell oferece suporte a Linux e macOS
O objetivo do SecretManagement é fornecer scripts uma maneira comum de acessar segredos de soluções de armazenamento de segredos amplamente diferentes. Portanto, o novo design deixa para as soluções de vault individuais como elas são instaladas, configuradas e autenticadas.
Por causa desses problemas, a Microsoft removeu o cofre local integrado do SecretManagement, deixando todos os mecanismos de armazenamento apenas como cofres de extensão. Para resolver esse problema, foi publicado o SecretStore Preview 1, extensão local de plataforma cruzada.
De acordo com a Microsoft, esse cofre de extensão é “configurável e funciona em todas as plataformas PowerShell com suporte no Windows, Linux e macOS”.

FONTE: Blog SempreUpdate
(Excelente website de notícias! Recomendo!)