Facebook terá salas de áudio, à semelhança do Clubhouse

Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, anunciou hoje, 19, o lançamento de diversos produtos de áudio, o que inclui salas de conversas por áudio à semelhança do Clubhouse. Esse recuros ainda precisa passar por um período de testes, mas deverá estar disponível “para todos” no Messenger a partir do inverno brasileiro.

Nos próximos meses, o Facebook poderá receber áudios de curta duração, chamados “Soundbites”. Além disso, usuários poderão ouvir e encontrar podcasts dentro da plataforma, além de compartilhar e escutar músicas por meio do projeto Boombox, em parceria com o Spotify.

Nele, os usuário poderão fazer doações para os produtores de áudio utilizando “Estrelas”. Depois, a rede criará outras formas de monetização, como acesso de compra única ou assinatura de salas. Haverá ainda um fundo para os “Soundbites”. A plataforma conterá um pequeno estúdio com ferramentas de criação de áudio, com efeitos sonoros e inteligência artificial para melhorar a qualidade do som.  

Zuckerberg afirmou que a plataforma pretende tratar o áudio como “um meio de primeira-classe da forma que iriamos com fotos ou vídeos“. O interesse do Facebook com áudios surgiu após a explosão do aplicativo Clubhouse, utilizado por celebridades e bilionários, como o CEO da Tesla, Elon Musk. Ontem, a plataforma valorizou ainda mais após uma rodada de investimento e chegou a US$ 4 bilhões.

O Facebook não é a única big tech a tentar clonar configurações do Clubhouse. O Twitter também está produzindo seus recursos de áudio ao vivo. Em março, a plataforma anunciou que espera lançar os novos produtos neste mês. Diferentemente do Clubhouse, o Twitter e o Facebook não cobrarão convite do usuário para participar da rede. (Com agências internacionais)

FONTE: TeleSíntese
Aproveito a oportunidade para renovar meus protestos de respeito e consideração aos autores da publicação original.