Estudo mostra que usuários abandonam plataformas digitais que exigem informações pessoais e senhas difíceis

Uma nova pesquisa da Ping Identity descobriu que mais usuários da Internet estão dispostos a parar de usar os sites se acharem a experiência complicada ou invasiva. Esse estudo mostra, portanto, que usuários abandonam plataformas digitais que exigem informações pessoais e senhas difíceis.

A Ping Identity Consumer Survey questionou mais de 3.400 consumidores nos EUA, Reino Unido, Alemanha, França e Austrália sobre suas experiências ao se inscrever em sites e suas atitudes em relação à privacidade online.

A pesquisa descobriu que 77% dos entrevistados já abandonaram ou pararam de criar uma conta online por uma série de razões, que incluíam demandas de muitas informações pessoais (40%) e muitas etapas de segurança (29%).

Mais da metade dos entrevistados abandonou completamente um serviço online se considerassem o login muito frustrante e 63% disseram que provavelmente abandonariam o navio por um concorrente se tornassem mais fácil a autenticação de sua identidade.

Estudo mostra que usuários abandonam plataformas digitais que exigem informações pessoais e senhas difíceis

Estudo mostra que usuários abandonam plataformas digitais que exigem informações pessoais e senhas difíceis

Richard Bird, diretor de informações ao cliente da Ping Identity, disse que as empresas precisam integrar suas estratégias de segurança, privacidade e experiência do usuário para acompanhar as expectativas dos consumidores modernos. 

“Os indivíduos não hesitam em encontrar experiências melhores em outros lugares, então as empresas que priorizam a experiência do cliente agora ganharão fidelidade no longo prazo”, explicou Bird. 

Quase 60% dos entrevistados concordam com a ideia de armazenar suas informações pessoais em uma ID digital em seus smartphones, mas 46% disseram que prefeririam usar um serviço ou site que ofereça uma alternativa às senhas.

Quarenta e quatro por cento disseram que reconhecidamente usam senhas fracas, com outros 29% dizendo que fazem apenas uma pequena alteração em uma senha antiga. Quinze por cento disseram que simplesmente reutilizam uma senha antiga. Surpreendentemente, 40% dos entrevistados disseram que não conseguem responder às suas perguntas de segurança pelo menos metade das vezes.

Compartilhamento de informações preocupa

Os consumidores também estão cada vez mais demonstrando interesse em entender como os sites e serviços online compartilham suas informações, com 85% dizendo que gostariam de saber como suas informações pessoais são compartilhadas e 72% observando que era difícil encontrar essas informações. 

Para os consumidores alemães, os números foram ainda maiores, com 90% relatando interesse em descobrir como as empresas compartilham suas informações pessoais. Quase 70% dos entrevistados nos Estados Unidos disseram que pararam de usar um serviço online por questões de privacidade. 

Mais de 70% dos entrevistados mudaram seus perfis para tratar de questões de privacidade, e a questão é ainda mais proeminente para a Geração Z, 89% dos quais ajustaram suas configurações de perfil para controlar sua privacidade. 

A pesquisa pelo mundo

Sessenta por cento dos consumidores cancelaram uma conta devido a questões de privacidade e quase metade dos entrevistados já fizeram isso mais de uma vez. Os consumidores também estão cada vez mais dispostos a ligar para o atendimento ao cliente sobre contas bloqueadas, com 77% dos consumidores americanos admitindo ter feito isso, em comparação com 62% na Alemanha e 66% na França.  

Os consumidores franceses foram os mais diligentes em redefinir suas senhas com outras mais fortes. Mais da metade dos entrevistados franceses alterou suas senhas para algo mais forte, em comparação com cerca de um terço dos consumidores em outros países. 

As senhas também estão se tornando uma linha vermelha para muitos consumidores nos Estados Unidos, com um em cada cinco afirmando que são mais propensos a usar um serviço online que não exija um. Mais de 75% dos entrevistados disseram que esperam gastar menos de cinco minutos criando uma nova conta, mas quase 40% disseram que não gastariam dois minutos. 

FONTE: Blog SempreUpdate
(Excelente website de notícias! Recomendo!)