Escolhida a empresa que vai instalar cabos subfluviais da Infovia 00

A Rede Nacional de Pesquisa (RNP) escolheu a empresa Navegação Prates para instalar os cabos subfluviais da Infovia 00, primeira etapa do programa Norte Conectado.

A empresa foi selecionada dentre quatro concorrentes. Foi aprovada nos requisitos técnicos, documentais e apresentou a melhor proposta comercial. Ela será a responsável pelo lançamento de um cabo subaquático de 770 km.

A Infovia 00, do programa Norte Conectado, interligará as cidades de Macapá (AP) – Almeirim (PA) – Monte Alegre (PA) – Alenquer (PA) e Santarém (PA), por meio de um cabo subfluvial instalado ao longo do Rio Amazonas. Após lançado, o cabo permitirá a interligação das cidades a velocidade 100 Gbps.

A Infovia 00 deve custar cerca de R$ 80 milhões à RNP, aos Ministérios das Comunicações, Defesa, da Educação e ao Conselho Nacional de Justiça. Além da Navegação Prates, já foram selecionados a Lev Brasil, consultoria responsável pelo licenciamento ambiental, a EGS Brasil, que fez o estudo hidrográfico para a implantação do cabo, e a Prysmian Brasil, que está construindo o cabo.

Na última semana, a RNP abriu concorrência para selecionar os fornecedores de data centers em formato de contêineres que serão instalados ao longo da rota da Infovia 00. Esses data centers permitirão a ramificação do cabo para dentro das cidades e a troca de dados com os provedores locais. Serão cinco contêineres, um em cada cidade (Macapá, Almeirim, Monte Alegre, Santarém e Alenquer).

O programa

Conforme explica Eduardo Grisendi, diretor de engenharia e operações da RNP, ao Tele.Síntese, o projeto ainda terá de escolher um operador de rede. Este vai assumir a gestão, operação e manutenção da rede construída. Em contrapartida, terá de entregar capacidade de tráfego ao Poder Público e prestar serviço à RNP.

O cabo terá 48 fibras, das quais 12 serão destinadas ao Poder Público. O restante poderá ser explorado comercialmente pelo operador neutro.

Grisendi conta também que a RNP está procurando provedores regionais nestas cidades para implantar redes metro, que vão desaguar no cabo. Este projeto, no entanto, é apenas da RNP e, apesar de complementar a iniciativa da Infovia 00, não faz parte dela. “É uma rede metro que já nasce compartilhada. Já temos nas cidades de Santarém e em Macapá, teremos também em Almeirim, Monte Alegre a Alenquer para conectar as instituições de ensino e pesquisa localizadas ali”, afirma.

FONTE: TeleSíntese
(Meus agradecimentos a este website que proporciona sempre novidades!)