Embratel lança Claro Cloud para padronizar infraestrutura

Embratel lança Claro Cloud para padronizar infraestrutura. Crédito: Freepik
Crédito: Freepik

A Embratel irá ampliar de seu portfólio MultiCloud com o lançamento do Claro Cloud. A solução consiste em uma nuvem federada com conectividade de rede e fornece infraestrutura padronizada de cloud em mais de dez países na América. Com isso visa possibilitar melhor performance das aplicações empresariais, além da localização dos dados para atender aos regulamentos globais e de cada país.

A tecnologia utilizada no Claro Cloud tem o objetivo de permitir flexibilidade na oferta de diferentes modelos de nuvem pública, privada e híbrida. A nuvem federada trabalha na gestão unificada das diferentes nuvens.

Ao contratar a solução, os clientes têm acesso à rede de data centers da Embratel no Brasil e da América Móvil nos outros países. O sistema irá integrar a experiência do cliente com suas filiais. A solução oferece também o uso de links rápidos e dedicados.

Baseada em tecnologia VMware, a plataforma possibilita a migração de workloads para a plataforma MultiCloud da Embratel. O cliente não precisará de refatorar sistemas e códigos ou investir em novas ferramentas, pessoas ou processos. A plataforma também está habilitada para DevOps, com implantação de todos os aplicativos, desde o código-fonte até a produção.

O custo do serviço é calculado em moeda local, sem as flutuações de câmbio. A contratação pode ser feita sob demanda, com cobrança conforme uso, ou como franquia fixa recorrente.

A companhia lançou seu primeiro serviço MultiCloud em 2017. A solução previa a contratação da operadora para serviços de consultoria, implementação, migração, gestão eficiente e especializada em TI, na nuvem da Embratel ou de terceiros. Neste ano, o serviço é um dos finalistas do Anuário Tele.Síntese, concorrendo ao melhor projeto na categoria de Fornecedores de Produtos.

A companhia foi a responsável por fazer a migração dos dados do Ministério da Saúde da rede pública de saúde para a nuvem em 2020. (Com assessoria de imprensa)

FONTE: TeleSíntese
Por mais esta excelente publicação, agradecemos.