Em tour virtual, Huawei demonstra como 5G reduz custos com funcionários e material

Nova tecnologia surtirá efeitos em diversos setores da economia mundial

A Huawei apresentou nesta segunda, 7, para a imprensa e convidados, sua Tour Virtual Galileo Exhibition. Trata-se de uma exposição fixa da sede da empresa em Shenzhen, na China, em que diversas aplicações do 5G estão reunidas para materializar o futuro da nova era das telecomunicações. A partir de vários exemplos e demonstrações, a Huawei mostra a diversos setores como o 5G permite redução de custos com funcionários e material.

A primeira demonstração foi de velocidade. “O download, com o 5G, é 10 vezes mais rápido”, expôs o apresentador, na comparação (medida na hora) com o 4G. Depois a exposição resume como o 5G pode impactar desde a produção musical até a telemedicina. Exemplos de como serão os videoclipes em 5G, em altíssima resolução, dão início à explicação de como o futuro, impactará todo o setor de entretenimento.

Mas é na redução de custos associado às redes privativas que o 5G trará grandes ganhos econômicos. Em determinadas áreas, a redução do quadro de funcionários pode chegar a um terço do quadro pré-5G. Em uma usina de aço, por exemplo, o problema da temperatura – “funcionários muitas vezes não podem ficar mais que duas horas próximos ao calor intenso” – passa a ser minimizado com o uso de robôs. “E eles também não ficam doentes”, enfatizou o apresentador.

A conexão entre os quartos de hospitais é outro item que leva à redução de custos com funcionários (menos enfermeiros necessários) e material.

Pela demonstração da Huawei, uma inspeção de rede elétrica é 80 vezes mais eficiente com o uso de drones, além de eliminar a questão da segurança dos trabalhadores do setor.

A Huawei destaca também a leveza de todo os equipamentos que envolvem o 5G. As caixas das antenas, por exemplo, passam a ter 25Kg, não os habituais 90kg, com a nova tecnologia.

A questão tamanho e peso é ainda mais explícita quando se pensa no provedor de internet de uma empresa. “Você não vai mais precisar de uma sala enorme, mas apenas espaço para uma caixa  grande”, demonstrou o apresentador, comparando a imagem virtual de uma sala com um provedor a uma caixa de cerca de  2 x 1 metros. “Basicamente, a caixa do 5G, dependendo da aplicação, pode ser ainda menor que a caixa do Wi-Fi”, previu.

FONTE: TeleSíntese
Nossos sinceros agradecimentos aos autores da publicação!