Em movimento fora da curva, TV paga via satélite cresce

 

TV por satélite ganha mercado em setembro de 2021

A conexão de satélite no acesso às assinaturas da TV  (DTH)continua a ganhar espaço em detrimento do cabo coaxial, apontam dados da Anatel. O número de acessos por satélites chegou a 58,6% em setembro de 2021, enquanto em setembro de 2020 era de 49,8%. Já o cabo perdeu acessos em uma porcentagem similar, desceu dos 43% de 202o para 33,4% em 2021.

No geral, a TV aberta somou 16,8 milhões de acessos no nono mês de 2021, um aumento de 11,4% se comparado ao mesmo período do ano anterior. Os dados indicam uma quebra na  redução de clientes de TVs por assinaturas registradas entre 2020 e 2021. Nesse contexto, a Oi foi a companhia que conseguiu a maior expansão de acessos no segmento, com variação de 112%. A Unifique também conseguiu obter crescimento acima dos 100%

Empresa Acessos set 2021 Acessos set 2020 Variação
CLARO 7.115.537 7.173.763 -0,81%
SKY 4.759.998 4.656.393 2,23%
OI 3.415.830 1.608.743 112,33%
VIVO 1.146.575 1.257.776 -8,84%
BRISANET 40.104 83.743 -52,11%
TECNOSERVE 35.991
NOSSATV 33.987 35.884 -5,29%
CABO 27.699 34.383 -19,44%
OPCAONET 24.076
UNIFIQUE 18.907 9.207 105,35%

No entanto, a Oi ainda está em terceiro lugar no market share, atrás da Claro e da Sky. A primeira, apesar da ligeira queda, continua a dominar boa parte do mercado de TVs por assinaturas, com 42,3%. O número é impulsionado pela dominância da operadora na tecnologia cabo coaxial.

Já a Sky detém 28,3% do mercado. A companhia conta com a maior parte dos acessos via satélite, 42,8%. Ainda assim, perdeu espaço na tecnologia entre 2020 e 2021, uma vez que no ano anterior seu market share era de 61,8%. A Oi, por outro lado, ampliou sua presença em satélites, passando a ocupar 33,7% desse mercado. A Claro também ampliou em três pontos percentuais seu market share na tecnologia, chegando a 15,3%.

Na fibra, a Vivo permanece na primeira colocação, mantendo grande diferença em relação aos outros competidores. A operadora detém 68,8% do mercado. A Oi e Brisanet ficam nas seguintes posições, com 7,1% e 6,6% respectivamente.

 

 

FONTE: TeleSíntese
Para mais detalhes, acesse o website da publicação original.