Econômica e eficaz

Um Telecom

1º Lugar

Categoria Operadoras Regionais

Serviço inovador: Vídeo Cloud Inteligente

Por Lúcia Berbert

[O Tele.Síntese vai publicar ao longo das próximas semanas as reportagens publicadas no Anuário Tele.Síntese de Inovação 2020, editado no final do ano passado e que pode ser baixado na íntegra e gratuitamente aqui]

A decisão de mudar o portfólio e investir em soluções digitais foi tomada em 2019 e acabou sendo antecipada com a pandemia de Covid. O Vídeo Cloud Inteligente é um sistema de videomonitoramento remoto, com diferentes aplicações. Uma delas, já em uso, mede a temperatura corporal de até 10 pessoas simultaneamente e detecta aquelas que não estão usando máscara, por meio do reconhecimento facial, ajudando na redução do risco do contágio. O serviço ainda é indicado para monitoramento industrial, contagem de pessoas e detecção de incêndios.

A solução tem gestão centralizada e um software analítico que permitem ações remotas. Pode, por exemplo, travar a catraca, caso a pessoa reconhecida tenha restrições de acesso. Segundo o diretor de Negócios da Um Telecom, Daniel Gomes, a solução armazena as imagens na nuvem e usa Inteligência Artificial para mandar relatórios em tempo real. O produto foi desenvolvido com câmeras térmicas da chinesa Dahua, que já estava em tratativas com o provedor antes da pandemia.

A nuvem é da própria Um Telecom e dispensa a necessidade de uma unidade física do cliente e garante a segurança das imagens captadas, assim como a conexão. A tecnologia é vendida como produto, com ganhos de 30% para os clientes. As empresas pagam um aluguel de R$ 2,5 mil por mês por uma câmera dessas.

Em julho, quando a solução começou a ser vendida, teve maior participação no faturamento da empresa que os serviços de conexão. “É uma tecnologia robusta e com excelente aceitação”, afirma Gomes. Mais de 10 entidades, entre órgãos públicos e empresas já são usuárias do serviço. A operadora também oferece conexão direta com diversos serviços de nuvens mundiais, com alto desempenho, latência entre 5 e 10 milissegundos e custos 30% menores. Além de espaço para armazenamento de equipamentos e sistemas dos clientes em data center próprio.

Com relação à conectividade, a Um Telecom fornece aos clientes link seguro, com firewal de próxima geração e um centro de controle de segurança (SOC), com disponibilização de especialista em segurança da informação. Oferta ainda Wi-Fi e hotspot seguros e serviço anti-DDOS, que protege a rede do cliente contra ataques distribuídos de negação de serviço. A próxima fronteira, além de computação em nuvem, é uma vertente de IoT, antecipa Gomes. Está também nos planos da prestadora os testes com a tecnologia 5G.

Além do mercado corporativo (B2B) e da venda de links para ISPs, a Um Telecom começa a atuar no varejo e já conta com mais de cinco mil clientes diretos, provenientes de provedores adquiridos. Ainda neste ano, lança seu serviço móvel 4G via rede virtual (MVNO), usando a infraestrutura da TIM, e uma plataforma de streaming.

Estuda também a participação no leilão do 5G para turbinar as conexões e aplicações. Isso se a Anatel mantiver o bloco para as operadoras regionais, que ainda não foi confirmado. Segundo Gomes, a indefinição causa prejuízos ao país, que pode ter um atraso de três anos em relação a outras nações, se a rede de quinta geração começar a ser implantada somente em 2022, como parece que vai acontecer.

Os projetos da Um Telecom são ambiciosos para uma empresa jovem, fundada em 2010, mas que cresce a uma taxa média anual de quase 50% desde 2012. Em 2016, por exemplo, a empresa dobrou sua carteira de clientes corporativos. Durante esses 10 anos, construiu uma rede de fibra óptica de última geração com mais de 16 mil km
de extensão, cobrindo estados do Nordeste e São Paulo, onde mantém escritório, e planeja novas expansões.

Entre os planos estão a nova rota entre Recife, sede da empresa, e Salvador (redundância) e redes metro em Aracaju e Fortaleza. Além disso, conta com amplos acordos de trocas e swaps e está focada no mercado, visando aquisição
de novos pequenos provedores. Tal desempenho já chamou a atenção de bancos e fundos de investimentos.

FONTE: TeleSíntese
Agradecimentos aos autores originais desta publicação! Até a próxima!