Dobra o lucro da América Móvil no semestre

A  América Móvil, dona da Claro,  informou hoje, 13,  que o lucro líquido do segundo trimestre de 2021 mais que dobrou em relação ao ano anterior, impulsionado por ganhos cambiais. A operadora lucrou 42,8 bilhões de pesos mexicanos  (cerca de US$ 2,1 bilhões). As  receitas da empresa aumentaram 0,4%, para 252,5 bilhões de pesos, frente  251,58 bilhões de pesos do mesmo período de 2020.

O EBITDA foi de 84,9 bilhões de pesos, um aumento de 2,8% em termos nominais em relação ao segundo trimestre do ano anterior. A receita operacional da América Móvil aumentou 9,3% para 44,7 bilhões de pesos em termos nominais.

A operadora informa ainda que em vários países latino-americanos, a inflação superou as expectativas e levou alguns bancos centrais – principalmente do Brasil e do México – a começar a elevação das taxas de juros.

Brasil

O Brasil foi o país que apresentou o maior crescimento de serviços de telefonia móvel frente aos demais países atendidos pela empresa.  Do total de 4,2 milhões de novos clientes adicionados na base das operadoras da companhia, 1,4 milhões vieram do Brasil, dos quais 1,1 milhão foi de clientes pós-pagos.

O conglomerado informa ainda que enquanto os serviços móveis cresceram 10,2%  no Brasil, os da plataforma fixa diminuíram 5,8%. No celular, o pós-pago subiu 11,2% na comparação anual e 2,2% na comparação com o trimestre anterior, com a Claro continuando a liderar o crescimento de market share no setor. Na  plataforma fixa, os serviços de TV paga diminuíram 12,7% e as receitas de voz 21,0%, com as receitas do serviço de banda larga desacelerando para 4,9% de 7,2% no trimestre anterior.

 

FONTE: TeleSíntese
Mais uma vez, agradecemos aos autores originais desta publicação.