Dish completa a compra de parte da Sprint, nos EUA

A operadora de TV paga satelital Dish, dos Estados Unidos, concluiu hoje, 1º, como prometido, a aquisição de fatia da Sprint. Pelo negócio, pagou US$ 1,4 bilhão. Ficará com a marca de telefonia pré-paga Boost, e 9,3 milhões de clientes móveis. Isso fará da empresa a quarta maior operadora móvel local em número de assinantes, atrás de AT&T, Verizon e T-Mobile.

A nova operadora celular tem como plano estratégico se diferenciar no 5G. A meta é construir a primeira rede 5G autônoma e totalmente virtualizada do país. Enquanto encara esse desafio, a tele terá permissão para utilizar a rede móvel da empresa resultante da fusão entre a T-Mobile e a Sprint pelos próximos sete anos.

A permissão foi um dos condicionantes estabelecidos pela FCC, autarquia que regula as telecomunicações no país, e o Departamento de Justiça (DoJ), que responde também por relações de competição no país, para aprovarem a fusão das concorrentes.

“A FCC e o DoJ demonstraram liderança em avançar com o futuro 5G da nação, e graças a seus esforços, a Dish será capaz de focar recursos para construir a única rede dos EUA baseada em uma arquitetura Open RAN, completamente do zero”, afirmou, por nota, Erik Carlson, presidente e CEO da Dish.

A operadora anunciou no último dia 30 a contratação das empresas Fujitisu, Altiostar e Mavenir para implantação de sua rede móvel virtualizada.

FONTE: TeleSíntese
Agradecimentos aos autores originais desta publicação! Até a próxima!