Data Privacy Brasil tem nova diretoria e cria conselho consultivo

A Associação Data Privacy Brasil de Pesquisa, sediada em São Paulo, apresentou a nova composição de sua Diretoria e a formação de um Conselho Consultivo, responsável pelo aconselhamento estratégico da instituição.

Renato Leite Monteiro, fundador da instituição junto com Bruno Bioni, deixou a Vice Presidência da ONG, tornando-se Conselheiro. Em seu lugar, assumiu Rafael Zanatta, que desde outubro de 2019 ocupava a posição de Coordenador de Pesquisa do Data Privacy Brasil. A partir deste mês, Bioni e Zanatta dividem as funções de Diretoria Executiva da associação.

O Conselho Consultivo foi constituído em julho e realizou na última quinta-feira sua primeira reunião semestral. Formado por representantes de centros de pesquisas universitários, empresas e entidades civis, os Conselheiros terão papel de discussão dos projetos de pesquisa, aconselhamento ético, direcionamento estratégico das atividades da ONG e opinião sobre casos de difícil resolução que estiverem sob análise do Comitê Anti-Discriminação e Anti-Assédio da organização.

O Conselho é multissetorial, com maioria de representantes da sociedade civil. Há quatro conselheiras mulheres e três homens. Compõem o Conselho Consultivo da Associação Data Privacy Brasil de Pesquisa para o biênio 2020-2022:

Conselheiros da Academia

Fernanda Bruno, UFRJ

Virgílio Almeida, UFMG/Harvard

Conselheiros Setor Empresarial

Renato Leite Monteiro, Twitter Brasil

Marília Monteiro, Nubank

Conselheiros da Sociedade Civil

Cecília Olliveira, Fogo Cruzado/The Intercept Brasil

Fernanda Campagnucci, Open Knowledge Brasil

Carlos Affonso Souza, Nupef

(Com assessoria de imprensa)

FONTE: TeleSíntese
Nossos sinceros agradecimentos aos autores da publicação!