Com Huawei, China mantém topo em pedidos de patentes no mundo

A China manteve o posto de maior desenvolvedor de tecnologia em 2019. Dados divulgados em dezembro pela Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI) mostram que as empresas do gigante asiático registraram 1,4 milhão de pedidos naquele ano, 9,2% a menos que em 2018.

Os Estados Unidos apresentaram 621,45 mil pedidos. Seguido por Japão, com 307,96 mil, Coreia do Sul, com 218,97 mil.

Ao todo, foram realizados no mundo 3,2 milhões de pedidos de obtenção de patentes. Os dados da OMPI denotam predomínio tecnológico dos asiáticos, cujas empresas foram responsáveis por 65% dos pedidos. A América do Norte registrou 20,4% dos pedidos, e a Europa, 11,3%. A América Latina aparece bem distante, com apenas 1,7% dos pedidos feitos, à frente da Oceania (1,1%) e da África (0,5%).

O levantamento mostra também o foco do desenvolvimento em cada país. Conforme o relatório, a maior parcela dos pedidos de patentes chineses (16%) diziam respeito a tecnologias de comunicação digital. Na Coreia do Sul, também, o foco da inovação dizia respeito a esse universo, como 9,9% dos registros. Os EUA focam no desenvolvimento computacional, com 12% dos pedidos na área.

Empresas

A empresa campeã mundial de pedidos de patentes em telecomunicações foi a Huawei, com 4,41 mil pedidos. A segunda colocada foi a Samsung, com 2,33 mil. Depois aparece a Qualcomm, com 2,12 mil. Em seguida vêm as também chinesas Oppo Mobile, com 1,92 mil pedidos e Boe Technology, com 1,86 mil.

Das fabricantes de produtos de telecomunicações, a Ericsson aparece como sexta maior desenvolvedora, com 1,69 mil patentes solicitadas.

FONTE: TeleSíntese
(Meus agradecimentos a este website que proporciona sempre novidades!)